Notícia

Flagrante

Suspeitos de espancar torcedor são identificados e apreendidos


Publicado em 11.09.2016, às 17:49 / Atualizado em 21.09.2016, às 11:45

Por TV Jornal

Reprodução/TV Jornal


Dois jovens suspeitos de espancar barbaramente um torcerdor do Santa Cruz, no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife, foram apreendidos e levados à delegacia do torcedor, unidade móvel que está dentro do estádio da Ilha do Retiro. Os jovens aparecem em um vídeo com pedaços da madeira e uma pá agredindo Amilton Lima dos Santos, 28 anos, presidente da Torcida Organizada Inferno Coral.



As imagens ajudaram a polícia na identificação dos dois rapazes. De acordo com as primeiras informações, um deles seria maior de idade e o outro adolescente. O homem foi preso pelo serviço de inteligência da polícia em um bar, em frente ao estádio. Já o jovem, que não teve a idade revelada, foi apreendido no portão de entrada.

Os dois foram notificados na delegacia do torcedor e encaminhados à Central de Plantões - o maior - e ao Departamento de Proteção da Criança e do Adolescente (GPCA) - o jovem. A delegacia móvel está estacionada no estádio da Ilha do Retiro, onde ocorre o Clássico das Multidões, entre Santa Cruz e Sport, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro da Série A.

Violência

Um dossiê das torcidas organizadas foi traçado em um especial do Jornal do Commercio, exibido durante o mês de julho no programa Replay, da TV Jornal. A criação das três principais torcidades, o histórico de confusão, as sequelas e a violência desenfreada foram retratadas em quatro capítulos. [Assista aqui]

A primeira morte atribuída diretamente às organizadas em Pernambuco aconteceu há 15 anos, em 2001, depois do clássico entre Sport e Náutico, na Ilha do Retiro. De acordo com a polícia, integrantes da Torcida Jovem e Fanáutico se encontraram no túnel Chico Science, houve intensa confusão, e tiros foram disparados, dois deles acertaram o peito e a testa do o torcedor rubro-negro Daniel Ramos da Silva, de 17 anos. Até hoje, o responsável pela morte do garoto nunca foi identificado.

Veja Também