Notícia Insegurança

Polícia investiga sequestro de garoto em saída de escola nas Graças


Publicado em 17.02.2017 , às 09:50 / Atualizado em 17.02.2017 , às 12:21

Por TV Jornal

Reprodução: Google Street View

A polícia iniciou as investigações da tentativa de sequestro de um adolescente de 13 anos que aconteceu na tarde desta quinta-feira (16), no bairro das Graças, na Zona Norte do Recife. A vítima voltava para casa, logo após largar do colégio, quando foi abordada por dois homens na altura do Parque da Jaqueira, na Avenida Rui Barbosa.

O garoto foi obrigado a acompanhar os suspeitos e a caminhar quase um quilômetro. Na ponte que liga o bairro do Parnamirim ao da Torre, a tentativa de sequestro foi impedida por um homem que desconfiou da situação. "Ando sempre alerta. Quando vi um rapaz em uma bicicleta olhando para trás, suspeitei que tinha algo errado. Olhei também e vi descendo a ponte dois caras, um na frente e outro colado no garoto. Na hora parei o carro e fui para cima", contou o homem em um áudio compartilhado no aplicativo Whatsapp.

A mensagem teria sido confirmada pela mãe do jovem, que estuda no colégio Damas, um dos mais tradicionais da cidade. No texto, a mulher acalmou os amigos e familiares e fez um alerta. "É com enorme desprazer e lágrimas nos olhos, mas com consciência e dever de alertar, que passo a relatar o que aconteceu com meu filho, de apenas 13 anos. Ele foi conduzido coercitivamente até o Carrefour, quando Deus mandou um anjo, uma pessoa que passava com seus filhos pequenos dentro do carro e percebeu que era um sequestro, para salvar meu filho.

Relato

Em um áudio que circula pelo Whatsapp, atribuído ao garoto vítima da tentativa de sequestro, ele relata o que passou. De acordo com o adolescente, os dois suspeitos abordaram ele na altura do Parque da Jaqueira.

"Dois homens me parou na Jaqueira e pediu para eu seguir com eles. Tinham dois caras. Fiquei seguindo até... eu andei pra caramba! Depois um cara parou o carro e mandou eu entrar. Jogou spray de pimenta neles. Fiquei com medo", contou o garoto.

Depoimento

Na manhã desta sexta-feira (17), a família do adolescente e o homem que fez o resgate foram à Delegacia de Casa Amarela, responsável pela área, registrar um Boletim de Ocorrência (B.O.). De acordo com Antônio Barros, chefe da Polícia Civil de Pernambuco, a polícia tomou conhecimento do assunto e vai começar a investigar a partir do depoimento dos envolvidos.

Veja Também