Notícia Adoção

Pernambuco é um dos cinco estados que mais promovem adoção de crianças


Publicado em 07.03.2017 , às 12:00

Por TV Jornal

Foto: Marcello Casal Jr./ Agência Brasil

Durante o ano de 2016, 103 crianças foram adotadas em Pernambuco. Esse número, divulgado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), deixa o estado entre os cinco que mais promoveram adoções no ano passado, juntamente com Paraná, São Paulo, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. No total, foram 1.226 crianças e adolescentes adotadas no Brasil.

Apesar disso, ainda existem 202 crianças pernambucanas registradas no Cadastro Nacional de Adoção (CNA) à espera de um novo lar. Em contrapartida, 1.021 famílias se candidataram a adotar mas, devido às exigências de perfil das crianças, a conta não fecha. De acordo com o Tribunal de Justiça de Pernambuco, os pretendentes exigem, principalmente, crianças brancas e menores de quatro anos, perfil que na maioria das vezes não é compatível com as que estão disponíveis nas instituições de acolhimento. 

Este é um cenário comum em todos os estados. Com base em dados do CNA, em todo o país, há 7.158 crianças aptas à adoção e 38 mil famílias interessadas em adotar.



TJPE estimula adoção

Projeto Família - viabiliza a busca ativa de pretendentes para adoção nacional ou internacional das crianças e adolescentes sem pretendentes à sua adoção no CNA. Desde o ano de 2014, o TJPE, através de resolução, estabeleceu o prazo de 30 dias para os juízes, a partir da inserção da criança ou do adolescente no Cadastro Nacional de Adoção, concluírem a busca de pretendentes para, em caso negativo, encaminharem a documentação necessária para a Ceja realizar a busca ativa.

Projeto Acolher - iniciativa que impacta nas adoções, uma vez que busca acolher a mãe que pretende entregar, ainda gestante ou com a criança nos primeiros trinta dias de nascida, o filho para adoção.

Confira aqui o passo a passo para entrar no processo de adoção.

Veja Também