Notícia Descaso

Criança com doença rara morre após aguardar medicamentos do Estado


Publicado em 08.05.2017 , às 14:50 / Atualizado em 08.05.2017 , às 15:48

Por TV Jornal

Reprodução/TV Jornal

Uma criança de três anos que era portadora de uma doença rara morreu em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, após sofrer uma parada cardíaca. De acordo com familiares, a menina tinha epidermólise bolhosa, que provoca bolhas na pele, e realizava o tratamento com curativos a base de silicone fornecidos pelo Governo de Pernambuco, mas desde março do ano passado a entrega do produto foi cancelada pelo Estado por falta de verba.

O tratamento era feito em casa com o curativo que custa em média R$ 600 uma caixa com cinco unidades. A criança precisava de 45 caixas por mês, o que seria uma despesa de mais de R$ 60 mil para a família. Segundo o pai da menina, Jucélio Silva, eles não tinham condições para arcar com o tratamento e em novembro as lesões da menina se agravaram.



Após a morte da criança, os pais se preocupam com a outra filha, uma menina de dois anos que tem a mesma doença que a irmã e também está sem os curativos para o tratamento. “Amigos, familiares e colegas de trabalho fizeram uma campanha Todos pela Geovana, para fazer uma coisa que era obrigação do Estado”, conta Jucélio.

A Secretaria de Saúde informou que tentou fazer uma licitação para a compra dos curativos, mas nenhuma empresa cumpriu as determinações exigidas pelo Estado. Quem puder ajudar a família com doações para a compra dos curativos, pode depositar o dinheiro na conta bancária da Caixa Econômica Federal: agência- 0626, operação- 013, conta corrente 38-4.


Veja Também