Notícia Alta médica

Após coma, Lucas Lyra desabafa: 'Eu tive uma visão que mandou eu voltar'


Publicado em 26.05.2017 , às 13:00

Por TV Jornal

Reprodução/TV Jornal

Depois de ficar três meses internado em um hospital particular do Recife, Lucas Lyra, de 24 anos, que levou um tiro na cabeça em 2013 na frente da sede do Náutico, vai voltar para casa com a família. Ele recebeu alta e está se recuperando de uma cirurgia onde fez a remoção de uma prótese de titânio que tinha na cabeça e que causou uma infecção grave.

"Eu tava internado em coma e fui ao céu. Muita gente não acredita. Mas, eu tive uma visão. Vi uma luz muito forte e eu perguntei o que estava fazendo ali. Me desesperei. E falei: 'Eu morri?'. A luz disse que não e que era para eu voltar e continuar amando as pessoas que eu sempre amei. Depois disso eu acordei", contou Lucas Lyra, que ficou os três meses de internação em coma.



"Todos os momentos são de gratidão a Deus. Por que hoje eu poderia estar sem meu filho", desabafou a mão de Lucas, Cristina Lyra. 'Lucas Guerreiro', como é carinhosamente chamado pela família, contou que está ansioso com a volta pra casa. De acordo com ele, o feijão, o cuscuz e o bolo de chocolate da mãe são prioridades nesse retorno.

O caso

Lucas Lyra, na época com 19 anos, seguia para uma partida de futebol entre Náutico e Central, no bairro dos Aflitos, Zona Norte do Recife, em Fevereiro de 2013, quando foi atingido com um tiro na cabeça. O disparo efetuado pelo segurança José Carlos Fonseca Barreto, durante um tumulto provocado por torcidas organizadas, prejudicou vários movimentos do corpo de Lucas, que chegou a receber dos médicos 1% de chances de sobrevivência. O acusado responde pelo crime em liberdade e aguarda o Júri Popular, sem data definida.


Veja Também