Notícia Hora de adotar

Feira leva oportunidade para adoção de animais


Publicado em 08.07.2017 , às 14:30

Por TV Jornal

Foto: Inaldo Lins

Para quem está de olho na adoção de um cão ou gato, a oportunidade chegou. A partir deste domingo (9), o Shopping Plaza e a Prefeitura do Recife, realizam a “Feira de Adoção de Pets”. O evento vai se repetir durante todos os domingos deste mês de julho, sempre das 12h às 20h, na garagem do piso E4, e faz parte da programação da “Fazendinha do Plaza”, criada para divertir as crianças que passam pelo centro de compras durante as férias.

No espaço, os pequenos e suas famílias terão a oportunidade de conhecer e se aproximar de cães e gatos de várias idades, que aguardam a oportunidade de ganhar um novo lar. Adotar um animal de estimação pode ser simples e rápido. Para pegar um desses bichinhos, é necessário que o interessado seja maior de idade e leve documento de identificação com foto, CPF e comprovante de residência, além de assinar um contrato de responsabilidade.



Foto: Inaldo LinsFoto: Inaldo LinsFoto: Inaldo LinsFoto: Inaldo LinsFoto: Inaldo LinsFoto: Inaldo LinsFoto: Inaldo LinsFoto: Inaldo LinsFoto: Inaldo LinsFoto: Inaldo LinsFoto: Inaldo LinsFoto: Inaldo LinsFoto: Inaldo LinsFoto: Inaldo Lins

Feira ajuda a ter contato com animais e decidir pela adoção


Um veterinário e tratadores do Centro de Vigilância Ambiental (CVA) vão estar no local para dar orientações para às novas famílias dos animais. Os pets já estarão vacinados, vermifugados e castrados, conforme a idade. O adotante poderá tirar dúvidas sobre vacinação e cuidados com a higiene.

A equipe também tem a preocupação de repassar informações sobre o animal adotado, como história, hábitos e comportamento, bem como sobre guarda responsável. Os veterinários destacam que é importante estar consciente de que a adoção deve ser para toda a vida, lembrando que um cão pode viver mais de 15 anos. “A pessoa tem que ter o entendimento que os filhotes crescem e precisam de condições para desenvolver o comportamento natural. Dessa forma, é necessário saber qual animal tem o porte ideal para se adequar ao espaço que o adotante possui”, alerta a veterinária e coordenadora do CVA, Luisa Costa.


Veja Também