Notícia Flagrante

Após prisão de idoso em aeroporto, PF esclarece o que não levar na bagagem


Publicado em 17.07.2017 , às 10:05 / Atualizado em 17.07.2017 , às 13:11

Por TV Jornal

A Polícia Federal divulgou, na manhã desta segunda-feira (17), a prisão de um economista no Aeroporto Internacional do Recife, após ele ser flagrado com munições de uso restrito dentro da bagagem de mão. De acordo com a Polícia Federal, o idoso, de 67 anos, natural de Goiânia, em Goiás, informou que recebeu os oito artefatos de um policial que conheceu em Alagoas, onde veio passar as férias com a família.

O economista recebeu voz de prisão em flagrante e foi levado para a sede da Polícia Federal no Cais do Apolo, no Bairro do Recife, onde acabou sendo autuado por manter sob sua guarda munição de uso proibido ou restrito sem autorização. O idoso passou por uma audiência de custódia e foi liberado em seguida, para responder o processo em liberdade.

Reprodução/TV Jornal

Alerta

Para esclarecer o que pode ou não levar em uma bagagem de mão, durante viagem de avião, a Polícia Federal divulgou uma lista de restrições baseada na resolução nº 207, de 2011, da Agência Nacional de Avião Civil (ANAC). A medida proíbe, por exemplo, o transporte de embalagens de bebidas que estejam com o lacre violado. Confira, abaixo, o que NÃO é permitido levar:

Armas

De fogo, de pressão, de choque elétrico ou químicas (inclusive réplicas ou de brinquedo), estilingue, sprays de pimenta, ácidos ou neutralizantes.



Objetos pontiagudos ou cortantes

Machados, picadores de gelo, estiletes, equipamentos de artes marciais, navalhas, facas, tesouras, canivetes ou instrumentos multifuncionais com lâminas superiores a 6 cm (ilustração de tesoura grande com X e pequena com tique de sim.

Ferramentas de trabalho

Pés de cabra e alavancas similares, furadeiras e brocas (inclusive portáteis e sem fio), chaves e fendas e cinzéis com lâmina ou haste superior a 6 cm, serras (inclusive portáteis ou sem fio), maçaricos, martelos, marretas, pistolas de pregos (e similares), dispositivos de alarmes.

Substâncias explosivas, incendiárias ou inflamáveis

Explosivos, munições, espoletas, fusíveis, detonadores, estopins, minas, granadas ou similares, fotos de artifício, cartuchos geradores de fumaça, dinamite, pólvora, pós metálicos e similares, líquidos inflamáveis, aerossóis, gases inflamáveis, isqueiros do tipo maçarico, repelentes de animais em aerossóis.

Substâncias químicas, tóxicas e outros itens perigosos

Cloro, alvejantes líquidos, baterias com líquidos corrosivos derramáveis, mercúrio, ácidos, venenos, materiais infecciosos e radioativos.


Veja Também