Notícia Impasse

Transporte complementar: paralisação é por tempo indeterminado, diz sindicato


Publicado em 17.07.2017 , às 08:10

Por TV Jornal

Reprodução/TV Jornal

Os trabalhadores que operam os micro-ônibus que fazem o transporte complementar do Grande Recife paralisaram as atividades nesta segunda-feira (17). De acordo com o Sindicato dos Permissionários do Transporte Complementar de Pernambuco, a suspensão das atividades é por tempo indeterminado.

"Não é greve. Estamos pedindo condições de trablho", afirmou o vice-presidente Cleton Júnior. Em entrevista, ela contou que os trabalhadores estão há 45 dias sem salário e os veículos operando no limite.



"É pela questão financeira. Estamos há três quinzenas sem receber nada. Até para fazer a manutenção dos veículos é difícil. Alguns estão com pouco combustível", informou Cleton Júnior, completando: "Quando a situação for acertada, voltaremos imediatamento".

Impacto

As 18 linhas que operam o transporte complementar do Grande Recife estão paradas. O impacto atinge cerca de 50 mil passageiros. Em entrevista na Rádio Jornal, o presidente do Sindicato, Manoel Dias, explicou que o Grande Recife Consórcio de Transporte está devendo a 60 permissionários o valor de R$ 1,9 milhão e não há previsão de pagamento.


Veja Também