Notícia Investigação

"Estamos próximos da mãe", diz delegado sobre bebê abandonado em esgoto


Publicado em 25.08.2017 , às 12:39 / Atualizado em 25.08.2017 , às 14:23

Por TV Jornal

Reprodução/TV Jornal

O delegado do Departamento de Proteção da Criança e do Adolescente (DPCA), Ademir Oliveira, informou que está próximo de encontrar a mãe do bebê abandonado em uma canaleta de esgoto, na noite da última quarta-feira (23). O recém-nascido foi deixado na Rua Tota Ventura, no bairros dos Torrões, na Zona Oeste do Recife, e achado por dois policiais militares.

De acordo com o delegado, policiais estão nas ruas em diligências para encontrar a mãe do bebê. "Ela moraria no bairro. Os médicos contaram que a criança foi encontrada pouco tempo depois de nascido. Tudo faz crer que ela mora perto", contou Ademir Oliveira.

Ainda de acordo com o delegado, a mãe da criança cometeu o crime de infanticídio. Mas, caso ela tenha dado para uma outra pessoa abandonar o bebê, o abandono será enquadrado como tentativa de homicídio. "A criança iria morrer, caso não fosse resgatada", informou o delegado.

A pena para o crime de infanticídio é de 6 anos de reclusão.

Abandono

A criança recém-nascida, do sexo masculino, foi abandonada em um esgoto e achada por policiais militares que faziam rondas na área. Os PMs ouviram o choro do recém-nascido e localizaram a criança dentro de uma sacola preta, enrolada em um pano. O bebê ainda estava com o cordão umbilical e restos de placenta.



Os dois policiais militares que retiraram a criança, o Cabo da PM Fernando Domingues e o Soldado Augusto Melo, fizeram o socorro do bebê com a ajuda de moradores da área. "O bebê estava todo sujo, com água de esgoto, a mão muito roxa... só não estava submersa a parte da cabeça", detalhou o soldado Augusto.

Reprodução/TV Jornal

Doação

O bebê continua internado no Hospital Barão de Lucena e precisa de doações. Como foi abandonado sem nada, as contribuições mais emergenciais são de roupas, produtos de higiene pessoal e leite materno. Segundo os médicos, os primeiros exames constataram que a saúde da criança está bem, sem risco de infecção ou morte.

As pessoas podem ajudar com doações de itens básicos de higiene e leite materno. O serviço funciona 24h, no telefone (81) 3184-6552. Em caso de dúvidas, basta entrar em contato com o Departamento de Serviço Social pelo número: (81) 3184-6435.


Veja Também