Notícia Violência contra a mulher

Número de mulheres que denunciaram médico suspeito de estupros aumenta


Publicado em 06.03.2018 , às 12:05

Por TV Jornal

Reprodução/TV Jornal

Sobe para 12 o número de mulheres que denunciaram à polícia terem sido estupradas pelo médico Kid Nélio de Souza, preso na última sexta-feira (2). O médico foi acusado agora por duas mulheres, uma de 32 e outra de 38 anos. Elas afirmaram que foram assediadas dentro de um consultório particular no recife.

Kid Nélio de souza foi preso por força de um mandando de prisão temporária de 30 dias, porque teria estuprado várias pacientes, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro da Imbiribeira, na Zona Sul do Recife.



Cotel

O médico permanece preso numa cela isolada do Centro de Observação e Triagem (Cotel), na cidade de Abreu e Lima, no Grande Recife. A medida foi para garantir a integridade física dele. Na cela existem: cama, colchão, travesseiro e um banheiro com chuveiro e pia. Ele está  no Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife.

Habeas Corpus

Os advogados do ortopedista Kid Nélio Souza de Melo, de 35 anos, formalizaram na Justiça o pedido de Habeas Corpus e tiveram o pedido negado pelo desembargador Eudes França. A Defesa recorreu agora a 1º Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), que deve avaliar o pedido em decisão colegiada. Atualmente o suspeito cumpre um mandado de prisão temporária de 30 dias.


Veja Também