Notícia Medo

Nova "lista da morte" colocada em escola assusta moradores do Agreste


Publicado em 14.03.2018 , às 11:00 / Atualizado em 14.03.2018 , às 13:47

Por TV Jornal

Reprodução/TV Jornal

Uma nova "lista da morte" está deixando a população com medo, no município de Chã Grande, no Agreste de Pernambuco. A lista foi colocada na parede de uma escola abandonada, no Sítio dos Macacos, na zona rural do município. O papel foi recolhido pela polícia no dia seguinte e continha o nome de 12 moradores.

O primeiro nome citado na lista é o de Isaac Nilo dos Santos, conhecido como "Isaac Camela", de 26 anos. Ele foi assassinado no último dia 22 de fevereiro, na frente de casa. O nome da vítima também estava na primeira lista, divulgada em fevereiro do ano passado.

Assim como aconteceu no ano passado, a suposta lista da morte vem sendo divulgada nas redes sociais, acompanhada de um áudio em que um homem, com a voz distorcida, faz ameaças.



Polícia

Segundo o delegado de Chã Grande, Paulo Lapenda, a Polícia Civil está investigando o caso, mas para ele, essa lista foi um tipo de brincadeira para assustar os moradores. "Eu não acredito que essa lista seja realidade. Eu acredito que seja uma brincadeira de mau gosto", afirmou.

Lajedo Grande

A comunidade citada pelo suposto assassino, Lajedo Grande, fica na zona rural da cidade.  O pai de uma das vítimas da primeira lista perdeu o filho, de 36 anos, assassinado a tiros dentro de uma escola. Outro filho do idoso, que também foi citado, deixou a família e foi morar em outro lugar, com medo de morrer.

Primeira lista

Ao todo, a primeira lista, colocada no cemitério do município, tem 19 nomes de pessoas que foram marcadas para morrer. Sete foram assassinadas, e até hoje, ninguém foi preso.


Veja Também