Notícia ÁGUAS COMPRIDAS

Vídeo: motorista é obrigado a dirigir com grupo 'surfando' em ônibus


Publicado em 14.03.2018 , às 16:10

Por TV Jornal / JC Online

Foto: Reprodução

Um vídeo que viralizou nas redes sociais mostra o momento em que dezenas de pessoas "surfam" na parte de cima de um 
ônibus no bairro de Águas Compridas, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR). De acordo com o Grande Recife Consórcio de Transporte (GRCT), o motorista da linha 895 - Alto do Sol Nascente/TI Xambá foi obrigado a transportar os passageiros de forma gratuita até o cemitério de Beberibe, na Zona Norte do Recife.

Segundo o GRCT, os usuários ameaçaram o rodoviário de agressão e obrigaram ele a levá-los para um enterro de um amigo que foi morto na comunidade do Alto do Sol Nascente, também em Olinda. O enterro aconteceu em um cemitério da Zona Norte do Recife. Com a ameça, o motorista foi forçado a liberar a entrada deles sem o pagamento da passagem.

No vídeo que circula nas redes sociais, há cartazes em homenagem a um rapaz chamado Marlon, que teria sido assassinado na comunidade, no domingo, 11 de março. Nos comentários nas redes, amigos relatam que o homem era conhecido como o "Rei do Surf". Por este motivo, decidiram fazer uma homenagem a ele "surfando" em cima do coletivo.



Posição da empresa

Em nota, a empresa Caxangá, que opera a linha, fez um pronunciamento alegando que orienta motoristas e cobradores a não permitir a entrada de passageiros que não pagam a passagem, mas diante do contexto, o rodoviário não teve outra alternativa. Inclusive, a resposta da empresa afirma que não havia uma viatura policial e, por este motivo, o motorista não teve outra solução.

Confira a nota completa:

A Rodoviária Caxangá lamenta o ocorrido e reforça que orienta os operadores a não seguirem viagem com pessoas na parte externa do veículo e a solicitarem apoio policial sempre que for identificado qualquer indício de atividade ou comportamento que possa comprometer a segurança dos usuários, motoristas e cobradores, mas que na situação em questão não foi possível devido a ameaça feita ao motorista, que não viatura policial no trajeto.

 A empresa alerta sobre a importância dos passageiros e da população ficarem atentos às normas de segurança do transporte público e que atitudes como essa põem em risco a vida dos clientes e dos demais cidadãos que compartilham as vias da cidade, podendo ser denunciadas no momento da ocorrência.


Veja Também