Notícia Policiais militares

'O trem é muito silencioso': perito fala de causas de mortes no metrô


Publicado em 16.05.2018 , às 08:30 / Atualizado em 16.05.2018 , às 12:09

Por TV Jornal

Reprodução/TV Jornal

O acidente que terminou na morte de dois policiais militares, na noite dessa terça-feira (15), atropelados por um trem do Metrô do Recife, pode ter acontecido porque as vítimas não perceberam a aproximação do trem. O acidente aconteceu próximo à Estação Joana Bezerra, na altura da Comunidade do Papelão, na área central da cidade.

O delegado que começou a investigar o caso disse que recebeu a informação de que dois trens estariam cruzando a linha férrea, e que apagar os faróis seria um procedimento padrão. Além disso, o local tem uma visibilidade ruim, segundo o perito Eudo Souza, o que pode ter contribuído com o acidente. "É um trecho escuro, onde a visibilidade é nula, os trilhos estão em declive", afirmou.

Ele também contou que apesar do tamanho o trem é um veículo silencioso. "O trem é muito silencioso, principalmente quando ele está descendo", afirmou o perito.

O caso

 Quatro PMs do 16º Batalhão atuavam em uma ocorrência quando, durante incursão nos trilhos, foram atingidos por um dos trens que passava no local. Desses, dois vieram a óbito, um está em estado gravíssimo no Hospital da Restauração, enquanto o último deles estaria consciente.



De acordo com informações do Posto Policial do HR, o Sargento Enéas morreu no local do acidente e o Cabo Adeilton deu entrada morto no hospital. De acordo com informações passadas pelo posto policial às 23h, o PM Écio está entubado em estado grave. Já o estado de saúde do PM Luciano é estável. 

Troca de tiros

Segundo informações do 16º Batalhão, o efetivo foi solicitado para localizar suspeitos armados próximos à linha do trem. Durante a procura, houve troca de tiros entre bandidos e policiais. Porém, os disparos não teriam sido a causa da morte de policial algum. Após o tiroteio, os agentes teriam sido surpreendidos por um dos trens que passava no local. O veículo acabou atingindo em cheio todo o efetivo.

Nota da PM

A Polícia Militar lamenta profundamente o trágico acontecimento desta terça-feira (15/05) à noite, quando dois policiais do 16º BPM, no estrito cumprimento do dever, acabaram mortos, atropelados por uma composição do metrô na Estação Recife. O fato ocorreu quando o grupo de policiais militares realizava incursões na área férrea na procura de contumazes meliantes que usam do local para o cometimento de crimes como tráfico e assaltos. Outros dois policiais que formavam a equipe continuam recebendo atendimento médico no Hospital da Restauração. Nesse momento difícil, a Corporação pede a compreensão de todos, se comprometendo a, quando tiver informações precisas sobre o caso, repassá-las à sociedade. Agora, fixamos nossas atenções às famílias dos que perderam a vida em defesa da sociedade, bem como, em total apoio aos policiais militares que se encontram feridos.

Nota da CBTU

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) Recife informa que às 20h51 desta terça-feira, 15, na via férrea de circulação restrita no Bairro de São José, nas proximidades da estação de Joana Bezerra, policiais militares foram atingidos por uma composição do metrô e dois deles foram a óbito. A empresa lamenta o ocorrido e acionou de imediato os órgãos competentes. A CBTU está à disposição para prestar os esclarecimentos às autoridades responsáveis pela apuração do fato.


Veja Também