SOLIDARIEDADE

Ambulante passa oito horas na fila por causa do auxílio de R$ 600 e recebe doações para alimentar família

Diante de tantas histórias de dificuldades, conhecemos a ambulante Jaqueline Araújo

Ambulante passa oito horas na fila por causa do auxílio de R$ 600 e recebe doações para alimentar família

A história de Jaqueline Araújo, de 43 anos, comoveu várias pessoas e ela recebeu as doações de alimentos - Foto: Tião Siqueira/TV Jornal

Por Robert Sarmento, com informações de Leonardo Vasconcelos

A ambulante Jaqueline Araújo, de 43 anos, chegou às 6h, desta quinta-feira (23), na fila da Caixa Econômica Federal de Casa Amarela, na Zona Norte do Recife, para obter informações sobre o auxílio de R$ 600. Sem ter o que comer, ela recebeu ajuda das próprias pessoas que também estavam na fila. Como a o população está em quarentana por causa pandemia do novo coronavírus, não é possível manter a venda de pipoca nas estações de ônibus e metrô. Sem a renda, surge a fome e outras mais dificuldades. Por isso, o desabafo veio em forma de choro. 

Ela mora em um barraco em uma invasão, que fica no bairro de Jardim Brasil, em Olinda, e tem quatro filhos. Ao chorar de fome na fila, outras pessoas que passavam voltaram de suas casas com doações. Apesar dos avisos sobre as dúvidas para obter o auxílio de R$ 600 serem retiradas através do aplicativo e/ou por telefone, muitas pessoas não têm acesso às tecnologias e formam longas filas nas agências bancárias da Caixa Econômica Federal. 

Oito horas depois

Depois de oito horas na fila, Jaqueline Araújo recebeu a informação da agência de que o pagamento vai sair na próxima quarta-feira (29). Enquanto isso, a guerreira vai sobreviver com o 'auxílio emergencial' dado pelas pessoas solidárias. 

Ajuda

Já que ela não tem um celular, para ajudar dona jaqueline, ela deixou um número de telefone de uma amiga: 9 8617-7661.

Economista explica adiamento da 2ª parcela

As filas nas agências da Caixa Econômica Federal não param de crescer. O movimento, que já vem sendo intenso, ficou ainda pior com a notícia que o Governo Federal adiou o pagamento da 2ª parcela do auxílio R$ 600, que deveria ter começado a ser pago na quarta-feira (22). Com isso, muita gente foi às agências em busca de informações. O economista, Edgar Leonardo, explica os motivos que levaram ao adiamento e também orienta a população. 

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.