PEIXINHOS

Família e padrasto de bebê morta por supostas agressões contam versões

TV Jornal

-Reprodução/TV Jornal

A mãe e o padrasto da bebê de 1 ano e 4 meses que deu entrada morta em uma unidade de saúde, em Olinda, prestaram depoimento nessa terça-feira (12). O caso aconteceu em Peixinhos e a criança possuía hematomas e marcas de queimaduras pelo corpo.

Acompanhado de um advogado, o padrasto da criança, de 22 anos, afirmou ter presenciado a mãe da criança agredindo a filha. Ele se relaciona há dois meses com a adolescente, de 14 anos, que não quis falar com os jornalistas. Os parentes da bebê denunciam que a morte foi provocada pelo padrasto.

Investigação

A bebê deu entrada na unidade de saúde com marcas de queimadura pelo corpo, chamando a atenção dos médicos que acionaram a polícia. O delegado aguarda a divulgação do laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) com a causa morte.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.