Investigação

Professor é torturado e tem orelha e dedo decepados em Orobó

A polícia investiga o crime contra o professor, que foi encontrado às margens da PE088

Foto: arquivo pessoal 
Foto: arquivo pessoal 
Publicado em 23/05/2019 às 10:00
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Um caso de tortura e tentativa de homicídio contra um professor está sendo investigado pela Delegacia de Orobó, no Agreste de Pernambuco. O profissional é da rede municipal de ensino de Bom Jardim, também no Agreste.

Tadeu Paulo dos Santos Silva, 37 anos, foi atingido por um disparo de arma de fogo na coxa direita e perfurado várias vezes por uma faca na região do abdômen. Além disto, teve um dedo e uma orelha decepados. Ele foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o hospital municipal de Orobó e transferido para o Hospital da Restauração, no Recife, onde passou por cirurgia nessa terça-feira (21).

O crime

O crime aconteceu na noite da segunda-feira (20) em Orobó. De acordo com a Polícia Militar, o professor estava com um colega momentos antes, em um bar da cidade. Quando saíram, foram abordados por homens desconhecidos, na altura da comunidade de Serra da Capoeira, onde a vítima mora. Na ação, os suspeitos roubaram o carro do amigo do educador, mas só o professor foi levado pelos criminosos. A vítima foi encontrada às margens da PE-88, pouco depois, já com os ferimentos.

Possível motivação

A suspeita preliminar é que o crime tenha tido motivações políticas. O professor é concursado da Prefeitura de Bom Jardim e demonstrou desejo em disputar uma vaga na Câmara de Vereadores da cidade. Ele também costuma fazer duras críticas à gestão municipal nas redes sociais.