COVID-19

Coronavírus: Comerciantes do centro do Recife lamentam queda nas vendas

Comércio da área central do Recife já sofre impactos da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19)


Coronavírus: Comerciantes do centro do Recife lamentam queda nas vendas

Alguns clientes estavam utilizando máscaras no Centro do Recife - Foto: Leo Motta/JC Imagem

O bairro de São José, no centro do Recife, famoso pelo grande movimento do comércio popular, enfrenta dias difíceis. Em tempos de pandemia do novo coronavírus (Covido-19), o volume de pessoas nas ruas é visivelmente mais baixo.

Na Rua das Calçadas, pedestres e comerciantes usam máscaras de proteção. Algumas lojas reduziram o horário de funcionamento para poupar os trabalhadores de enfrentar o transporte público lotado, em horários de pico.

 

>>>INSS restringe atendimento nas agências por 15 dias devido ao coronavírus

>>>Compesa suspende conta de água para pessoas inseridas na tarifa social por conta do coronavírus

>>>Aumenta para 28 o número de casos confirmados de coronavírus em Pernambuco

Nos próximos dias, a situação deve piorar ainda mais para quem depende do comércio, devido às novas medidas tomadas pelo Governo do Estado, que passam a valer neste sábado (21). 

"Ninguém quer mais vir comprar, estou desesperada. A gente depende do que Deus manda do dia.", afirmou a autônoma Tatiana Angélica, que trabalha na Rua da Imperatriz, no bairro da Boa Vista, também no centro do Recife. 

Novas medidas

Em anúncio feito nessa quinta-feira (19), o governador Paulo Câmara, determinou o fechamento de shoppings, salões de beleza, clubes sociais, bares, restaurantes, lanchonetes e comércio de praia. A decisão passa a valer a partir deste sábado, dia 21 de março. Apenas o CEASA, as feiras livres e o comércio de rua poderão continuar funcionando.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.