SOLIDARIEDADE

Veja como ajudar e onde procurar ajuda neste cenário de coronavírus

Voluntários, grupos e entidades estão procurando formas e ajudar as pessoas afetadas de alguma forma, pelo coronavírus

Veja como ajudar e onde procurar ajuda neste cenário de coronavírus

Além de se ajudar, confira também como você pode ajudar outras pessoas. - Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Diante da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19), alguns grupos e entidades estão desenvolvendo ações para ajudar as pessoas afetadas pelas medidas de combate e prevenção à doença.

Doação nas periferias

Uma campanha de doação está ajudando pessoas que precisam de doações, em comunidades carentes, para combater o coronavírus. É a "Corona nas Periferias".

A campanha pede doação de alimentos, água, álcool 70%, sabão, detergente neutro e máscaras. Se você tiver interesse e puder ajudar, é só entrar em contato por redes sociais ou pelo número 983182510. Colabore também doando dinheiro, a partir de R$ 2,00, pelo site livrotecabrincantedopina.siteo.one.

Hemope

A Fundação de Hematologia e Hemoterapia (Hemope) pede para as pessoas que não fazem parte de grupos de risco do coronavírus façam doação de sangue, para ajudar a reforçar o estoque.

Quem pode doar

No Brasil, pessoas entre 16 e 69 anos podem doar sangue. Para os menores, entre 16 e 18 anos, é necessário o consentimento dos responsáveis. Pessoas entre 60 e 69 anos só poderão doar se já tiverem feito isso antes dos 60 anos.

Para doar sangue, é preciso pesar, no mínimo, 50 quilos, e estar em bom estado de saúde. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas, nas 12 horas anteriores à doação, não fumar e não estar de jejum. No dia da doação, é imprescindível levar documento de identidade com foto.

Horário e endereço

  • Segunda-feira a sábado e feriados: 07h15 às 18h
  • Endereço: Rua Joaquim Nabuco, 171 - Graças, Recife - PE

Estoque Solidário

Empresários de Pernambuco estão se mobilizando para aderir à campanha #EstoqueSolidário. A ideia é analisar o estoque da empresa e ver o que é possível para doar e ajudar os cidadãos mais necessitados da sua cidade ou instituições, como creches, hospitais, escolas e abrigos.

Muitos alimentos, por exemplo, se não forem consumidos durante o período de quarentena terão que ser descartados. O lema é "Não descarte, doe!"

Terapia

Para quem está precisando de apoio psicológico, nesta época de isolamento e quarentena, há ações também nesse sentido. O Aconselhamento Terapêutico ajuda a promover o bem estar, alivia o sofrimento e o desajuste, resolve crises, tece novos sentidos e aumenta as competências de uma pessoa para conseguir funcionar melhor em  sua própria vida. 

Se você está ficando ansioso, depressivo, agressivo, compulsivo ou com medo demais, entre no site A Chave da Questão. Nesse endereço, diversos psicólogos conectados poderão ajudar, gratuitamente.

ESUDA

O Servico Escola do curso de Psicologia da Faculdade de Ciências Humanas (ESUDA) oferece, em caráter emergencial e gratuito, atendimento de plantão psicológico a toda a sociedade.

Para tanto, os profissionais do serviço, devidamente cadastrados no CRP 02, para o atendimento on-line, disponibilizam os seguintes telefones:

999766272
988524046
998005909
999989988
992526000
986392204
997901705
999759910
997306387
998447272
988419053
988782555
986126703
999328205
999302118
982526550
992138045
996118021

Novo jeito

Um grupo de voluntários passou a oferecer ajuda a idosos e pessoas dos grupos de risco para pagar contas, comprar algum produto ou passear com animais domésticos. Além disso, o grupo está a postos para conversar via telefone, com quem se sentir sozinho durante a quarentena. 

O coordenador da ONG Novo Jeito, Fábio Silva, explicou que todos os voluntários foram orientados sobre cuidados para evitar o contato físico com a pessoa que pedir ajuda.

Assista 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.