POLÍCIA

Empresário é preso por produzir álcool em gel supostamente falsificado


A quantidade era tanta, que os policiais precisaram de um caminhão para transportar todo o material apreendido

Gustavo Henrique Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Publicado em 24/03/2020 às 10:00
Marcello Casal JR/ Agência Brasil
FOTO: Marcello Casal JR/ Agência Brasil
Leitura:

A Polícia Civil de Pernambuco encontrou, na tarde dessa segunda-feira (23), dezenas de caixas contendo 3 mil unidades de um produto que estaria sendo comercializado como álcool em gel.

O material estava na garagem de uma residência, no bairro de Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. A quantidade era tanta, que os policiais precisaram de um caminhão para transportar todo o material apreendido, que, segundo as investigações, seria falsificado.

https://imagens.ne10.uol.com.br/veiculos/_midias/jpg/2020/03/23/806x444/1_whatsapp_image_2020_03_23_at_20_39_28-8005526.jpeg

De acordo com as investigações, a denúncia foi feita por pessoas que teriam comprado o produto, que estava sendo comercializado por R$ 15, a unidade.

Os consumidores teriam estranhado a textura e o cheiro do suposto álcool em gel. Um empresário do ramo de cosméticos, de 39 anos, foi preso em flagrante.

Investigação

Segundo a delegada Beatriz Leite, responsável pelo caso, o suspeito, que não teve o nome revelado, afirmou que teria começado a comercializar o suposto álcool em gel ontem (23) e que havia recebido o material do estado da Bahia, mas não apresentou nota fiscal do produto. Parte do material foi encaminhado ao Instituto de Criminalística (IC) para ser periciado.