CBTU

Coronavírus: Justiça libera catraca livre e metrô recorre

Metrô do Recife recorreu à liminar para liberar catracas por causa do coronavírus e opera normalmente nesta quarta

Coronavírus: Justiça libera catraca livre e metrô recorre

Metrô do Recife - Foto: Wellington Lima/TV Jornal

A Justiça determinou a liberação de catracas do metrô do Recife para trabalhadores que atuam nos serviços essenciais durante a pandemia do coronavírus.

A liminar foi divulgada nessa terça-feira (24), a pedido da Justiça do Trabalho de Pernambuco, para evitar contato direto dos passageiros com os funcionários do metrô, principalmente na hora de pagar a tarifa.

>> Para proteger funcionários do coronavírus, Justiça do Trabalho determina que Metrô do Recife libere catracas

Metrô discorda

O superintendente do metrô, Tiago Pontes, informou que não concordou com a medida e não foi avisado. Além disso, os advogados do metrô não conseguiram entrar em contato com o juiz responsável pela determinação.

>> Metrô do Recife recorre à liminar para liberar catracas por causa do coronavírus e opera normalmente nesta quarta

Nesta manhã, na Estação Recife, passageiros continuaram nas filas e pagaram passagem normalmente para poder circular nas estações e terminais integrados da Região Metropolitana do Recife (RMR). O cumprimento da decisão devia estar sendo fiscalizado pela Polícia Militar.

Movimento reduzido

Normalmente, cerca de 400 mil usam o metrô do Recife, diariamente. No entanto, agora, apenas cerca de 200 mil pessoas, 50%, estão circulando pelas estações, por causa das medidas de combate ao novo coronavírus.

O metrô está funcionando em horário especial, desde o último sábado (21), das das 6h às 9h e das 16h30 às 8h.

>> Álcool em gel é 'um combustível inflamável', alertam bombeiros

>> COVID-19: entenda o perigo de tentar produzir álcool em gel caseiro

COVID-19 no Brasil

O número de mortes decorrentes do novo coronavírus (covid-19) chegou a 46, conforme atualização do Ministério da Saúde publicada nessa terça-feira (24). Até segunda (23), o número de pessoas que vieram a óbito estava em 34. No domingo (22), era de 25, um aumento de quase 20 casos em apenas dois dias.

O total de casos confirmados saiu de 1.891 na segunda para 2.201 na terça, um acréscimo proporcional de 16% e de 310 em números absolutos. O resultado de hoje marcou um aumento de 42% nos casos em relação a domingo, quando foram registradas 1.546 pessoas infectadas.

As mortes continuam restritas a São Paulo, com 40 óbitos, e Rio de Janeiro, com 6 falecimentos. A taxa de letalidade saiu de 1,8% ontem (23) para 2,1% hoje.

Estados

Como local de maior circulação do novo coronavírus no país, São Paulo também lidera o número de pessoas infectadas, com 810 casos confirmados. Em seguida vêm Rio de Janeiro (305), Ceará (182), Distrito Federal (160), Minas Gerais (130) e Santa Catarina (107).

Também registram casos confirmados Rio Grande do Sul (98), Bahia (76), Paraná (65), Amazonas (47), Pernambuco (42), Espírito Santo (33), Goiás (27), Mato Grosso do Sul (23), Acre (17), Sergipe (15), Rio Grande do Norte (13), Alagoas (nove), Maranhão (oito), Tocantins (sete), Mato Grosso (sete), Piauí (seis), Pará (cinco), Rondônia (três), Paraíba (três), Roraima (dois) e Amapá (um).

Coronavírus em Pernambuco

 são 42 pessoas infectadas, com 29 em isolamento domiciliar e 8 internadas. Em relação aos pacientes internados, três estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sendo duas em hospital particular e uma no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc). 

Veja dicas de prevenção contra o coronavírus

* Higienize as mãos

Lave suas mãos frequentemente com água e sabão ou com uma solução de álcool em gel.

Por quê? Esfregar as mãos ajuda a eliminar traços do vírus que podem estar presentes em lugares de uso comum.

* Mantenha distância social

Mantenha pelo menos um metro de distância de pessoas que apresentam tosse ou espirros constantes.

Por quê? A tosse e o espirro propagam pequenas gotas de secreção e saliva que podem conter vírus. Com a proximidade, a chance de respirar ou ter contato essas gotículas aumenta.

* Evite tocar os olhos, o nariz e a boca

Evite coçar, esfregar ou ter qualquer tipo de contato com as mucosas. Essas áreas têm contato direto com a corrente sanguínea e são mais sensíveis à presença de agentes de contaminação

Por quê? As mãos estão em contato constante com superfícies que podem ser vetores de transmissão de vírus e bactérias. Mantê-las longe das mucosas diminui a chance de ficar doente.

* Pratique higiene respiratória

Tenha boas práticas de higiene respiratória. Isso significa cobrir a boca e o nariz com o braço curvado ou com um lenço de tecido ou papel ao tossir e espirrar. Descarte ou higienize o material usado imediatamente.

Por quê? Gotículas de saliva e secreção são vetores do Covid-19. Evitar que outras pessoas entrem em contato com saliva contaminada evita não apenas o coronavírus, mas uma série de doenças respiratórias.

* Em caso de febre ou dificuldade respiratória, busque ajuda médica rapidamente

Não saia de casa se estiver com febre. Se os sintomas persistirem e caso haja dificuldade respiratória, busque atenção especializada imediatamente.

Por quê? Apesar de serem sintomas comuns, uma ação rápida pode evitar problemas mais sérios e o desenvolvimento de sintomas mais graves de infecções respiratórias.

* Uso de máscaras

Pessoas saudáveis, sem sintomas como febre, tosse ou espirros não precisam usar máscaras

Por quê? Apenas profissionais de saúde e pessoas que apresentem sintomas parecidos com os do novo coronavírus precisam usar máscaras. A função das máscaras é conter a propagação do vírus em quem já está infectado. A OMS recomenda o uso racional das máscaras.

* Fique bem informado e siga os procedimentos do Ministério da Saúde

Por quê? Autoridades nacionais e locais têm a informação mais atualizada sobre a situação de saúde na sua área. Tomar atitudes preventivamente ajuda o sistema de saúde a distribuir e compreender de maneira ágil a disseminação de qualquer doença.

Saiba mais

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.