POLÍCIA

Família denuncia demora em retirada de corpo de idosa encontrada morta

A vítima, que era diabética, foi encontrada quando um parente foi fazer aplicação de insulina


Família denuncia demora em retirada de corpo de idosa encontrada morta

A vítima era diabética e tinha 79 anos. Ela foi encontrada morta dentro da casa onde morava. - Foto: JC Imagem

Uma família denunciou ao Bronca 24h a demora na retirada do corpo de uma idosa encontrada morta dentro de casa, no Alto José Bonifácio, na Zona Norte do Recife.

A família só descobriu a morte, quando um parente foi aplicar insulina na vítima, na última sexta-feira (27). O caso aconteceu por volta das 6h e, no meio da tarde, o corpo ainda estava no local.

Segundo os parentes, ninguém queria ir retirá-lo. A família ficou revoltada com o descaso das instituições e cobrou mais respeito.

O caso

A aposentada Maria do Carmo Nascimento, de 79 anos, foi encontrada morta por volta das 6h da manhã da última sexta-feira (27), dentro da casa dela, na Rua São Domingos Sávio, no Alto José Bonifácio, Zona Norte do Recife. 

Desde que o esposo faleceu, em 2018, ela morava sozinha na residência. O enteado da idosa, José Antônio Sampaio, contou que eles só descobriram o ocorrido, quando o filho dele foi aplicar insulina na vítima, que era diabética.

Nota

O Centro de Comando e Controle Regional (CICCR), que envolve órgãos estaduais, federais e municipais no enfrentamento à epidemia do novo Coronavírus, tomou conhecimento do relato e está apurando a denúncia, de modo a aprimorar os protocolos de atendimento e evitar possíveis desencontros.

Esclarecemos que o IML só deve ser acionado caso a morte tenha ocorrido por causa externa (acidente, homicídio, etc), ou seja, uma morte a esclarecer, como quando há suspeita de crime. Assim, o procedimento que as famílias devem adotar é acionar um médico (pode ser o que atende a família ou um profissional da Secretaria Municipal ou Estadual de Saúde), que atestará o óbito. Havendo dúvida sobre a causa do falecimento, deve-se acionar o Serviço de Verificação de Óbito (SVO), vinculado à Secretaria Estadual de Saúde, que emitirá laudo. O transporte do corpo até o SVO deve ser feito por uma funerária, e não pelo IML.

Notícias policiais da TV Jornal

Quer ficar acompanhando as notícias policiais da TV Jornal? Você pode ter acesso rápido a todas elas no nosso grupo, no Facebook. Acesse aqui o grupo Notícias Policiais TV Jornal.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.