POLíCIA FEDERAL

Entenda o golpe do auxílio emergencial do coronavírus

O auxílio mal foi aprovado e criminosos já estão aproveitando para aplicar golpes

Entenda o golpe do auxílio emergencial do coronavírus

Criminosos estão usando o pagamento do benefício para atrair vítimas. - Foto: Marcello Casal Jr./ABr

A Polícia Federal (PF) faz um alerta para golpe do auxílio emergencial do coronavírus. Criminosos estão usando o pagamento do benefício para atrair vítimas.

No golpe, a pessoa recebe uma mensagem que afirma que ela tem direito ao auxílio, de R$ 600 a R$ 1,2 mil. Para isso, é preciso fazer um agendamento, em um site.

Os golpistas usam até a logomarca do Governo Federal e deixam depoimentos de quem já teria feito o agendamento. Por meio do site, os criminosos conseguem dados das vítimas, podendo abrir contas, fazer compras e contrair vários tipos de dívidas.

>> Criminosos aproveitam coronavírus para aplicar golpes via WhatsApp

>> PF alerta para golpe da Netflix, que já chegou a 1 milhão de pessoas

Proteja-se

Ainda segundo Santoro, cerca de 28 mil possíveis ameaças cibernéticas relacionadas ao coronavírus já foram criadas no Brasil. Entenda como se prevenir:

  1. desconfie sempre de links compartilhados em redes sociais
  2. não compartilhe sem antes saber se são verdadeiros
  3. cuidados com mensagens de urgência, que possuem prazos limitados para conseguir ofertas, pois a ideia dos golpistas é que a pessoa não tenha tempo de averiguar a veracidade nas páginas oficiais.
  4. verifique nos sites oficiais ou da forma que puder, com o suposto provedor da oferta
  5. nunca preencha cadastros formulários ou pesquisas fornecendo seus dados, em links enviados por redes sociais
  6. não baixe programas piratas para o celular ou computador, porque eles têm maior concentração de vírus
  7. baixe antivírus para o celular e o computador, e mantenha-os atualizados

Notícias policiais da TV Jornal

Quer ficar acompanhando as notícias policiais da TV Jornal? Você pode ter acesso rápido a todas elas no nosso grupo, no Facebook. Acesse aqui o grupo Notícias Policiais TV Jornal.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.