CORONAVíRUS

Coronavírus: Alunos da rede estadual terão auxílio-alimentação

Confira como será a distribuição e quem terá direito ao benefício ao auxílio-alimentação.

Coronavírus: Alunos da rede estadual terão auxílio-alimentação

As famílias inscritas no Cadastro Único (CADÚnico) serão contempladas - Foto: Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, anunciou, nessa quarta-feira (8), um auxílio-alimentação de R$ 50 para os estudantes da rede pública estadual, durante o período de suspensão das aulas por conta da pandemia do coronavírus. As famílias inscritas no Cadastro Único (CADÚnico) serão contempladas, a partir do dia 20 de abril. Mais de 240 mil alunos serão beneficiados e os cartões entregues pelo Governo serão aceitos em mais de 9 mil estabelecimentos comerciais, em Pernambuco.

Veja

Beneficiados

Serão beneficiados com a medida os estudantes em maior situação de vulnerabilidade e que dependem da merenda fornecida pelas escolas. Com as aulas suspensas devido ao isolamento social como forma de prevenção a propagação do novo Coronavírus, a medida do Governo do Estado busca suprir, inclusive, do fornecimento da merenda para os estudantes. O valor repassado será equivalente aos alimentos necessários para um mês de refeição por estudante e só poderá ser utilizado em compras de produtos alimentícios.

A iniciativa tem como base os dados das famílias inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal.

Distribuição do cartão

A distribuição do cartão alimentação, que será gerenciado pela Alelo, será realizada a partir do dia 20/04. O Governo explica que, a partir da próxima segunda-feira (13), as famílias dos estudantes da rede pública estadual poderão acessar o site da Secretaria de Educação do Estado (educacao.pe.gov.br) e realizar a consulta para saber se terão direito ao benefício.

Estabelecimentos

Também será disponibilizada a consulta da rede Alelo, que contempla mais de 9.300 estabelecimentos credenciados, em todas as regiões do Estado.

Além do cartão merenda, a família receberá uma carta de apresentação com todas as orientações sobre o uso do cartão, informações nutricionais, sugestões dos  produtos a serem adquiridos e de produtos não permitidos, como bebidas alcoólicas e refrigerantes, por exemplo.

>> COVID-19: veja como baixar o aplicativo e solicitar auxílio de R$ 600
>> Auxílio de R$ 600: Veja calendário e saiba quando irá receber
>> Coronavírus: auxílio-doença pode ser solicitado ao INSS sem perícia
>> Saiba se está inscrito no CadÚnico para receber auxílio de R$ 600
>> PMs doam sangue para melhorar estoques do Hemope; veja como ajudar 
>> Hemope tem estoques baixos por causa do coronavírus e convoca doadores
>> Delegacia de Boa Viagem e ONG fazem campanhas para arrecadar doações
>> Hemope faz esquema para doações de sangue na pandemia do coronavírus
>> Coronavírus: HCP e Detran lançam campanhas para arrecadar doações
>> Veja como ajudar e onde procurar ajuda neste cenário de coronavírus 

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada: 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.