CORONAVÍRUS

Em coletiva de despedida do Ministério da Saúde, Mandetta faz alerta

Henrique Mandetta foi demitido do Ministério da Saúde nessa quinta-feira (16), pelo presidente Jair Bolsonaro

Em coletiva de despedida do Ministério da Saúde, Mandetta faz alerta

Henrique Mandetta deixou o Ministério da Saúde, nessa quinta-feira (16) - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

No discurso de apresentação do novo ministro da Saúde, nessa quinta-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro deu o tom do que pretende que seja feito, a partir da nova gestão no Ministério: a flexibilização do isolamento social que, atualmente, está em vigor na maioria dos estados.

"A economia, o emprego, tem que voltar à normalidade. Não o mais rápido possível, como foi conversado com o Dr. Nelson [novo ministro da Saúde], mas ele tem que ser flexibilizado", afirmou o presidente.

Assista

>> Conheça Nelson Teich, novo ministro da Saúde anunciado por Jair Bolsonaro

>> Henrique Mandetta afirma ter sido demitido do Ministério da Saúde por Jair Bolsonaro

Mandetta

O ex-ministro da Saúde, Henrique Mandetta, continua se posicionando contra esse tipo de flexibilização e, em coletiva de imprensa, fez um alerta à sociedade.

"Não pensem que estamos livres de um pico de ascensão da doença. O sistema de saúde ainda não está preparado para uma marcha acelerada. O momento ainda é de todos darmos as mãos e vamos juntos, porque vai ser bem dura a tomada de decisão que vamos ter que fazer, nos próximos meses", avisou Mandetta.

>> Paulo Câmara repercute troca de ministro da Saúde por Jair Bolsonaro

Novo Ministro

O novo ministro da saúde, Nelson Teich, disse que ainda não podia dar uma previsão das ações no Ministério, pois ainda é cedo. "Chegar agora e dar qualquer opinião seria uma coisa quase que irresponsável da minha parte", explicou.

O ministro disse que vai estudar os dados e avaliar as medidas que já vêem sendo tomadas, no Ministério.

O anúncio

O presidente Jair Bolsonaro anunciou, na tarde dessa quinta-feira (16), o médico Nelson Teich como novo ministro da Saúde, no lugar de Luiz Henrique Mandetta, que ficou pouco mais de 16 meses no cargo. Teich assumiu o cargo em meio à pandemia do novo coronavírus, que já infectou mais de 30 mil pessoas no país, levando cerca de 1,9 mil pacientes a óbito.

>> Núcleo de Apoio à Criança com Câncer afirma que doações caíram pela metade por causa do coronavírus
>> Pandemia do coronavírus: Lar do Neném pede doações para se manter
>> COVID-19: veja como baixar o aplicativo e solicitar auxílio de R$ 600
>> Auxílio de R$ 600: Veja calendário e saiba quando irá receber
>> Coronavírus: auxílio-doença pode ser solicitado ao INSS sem perícia
>> Saiba se está inscrito no CadÚnico para receber auxílio de R$ 600
>> PMs doam sangue para melhorar estoques do Hemope; veja como ajudar 
>> Hemope tem estoques baixos por causa do coronavírus e convoca doadores
>> Delegacia de Boa Viagem e ONG fazem campanhas para arrecadar doações
>> Hemope faz esquema para doações de sangue na pandemia do coronavírus
>> Coronavírus: HCP e Detran lançam campanhas para arrecadar doações
>> Veja como ajudar e onde procurar ajuda neste cenário de coronavírus 

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada: 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.