POLÍCIA

Roubo: "Me mandaram ajoelhar e apontaram arma para minha cabeça", diz vice-prefeito de Olinda

O vice-prefeito de Olinda, Márcio Botelho, foi vítima de um roubo triplamente qualificado, na noite dessa terça (18)

Roubo:

Márcio Botelho contou detalhes do ocorrido, em entrevista à TV Jornal - Foto: Reprodução/TV Jornal

O vice-prefeito do município de Olinda, Márcio Botelho, foi vítima de um roubo triplamente qualificado, no fim da noite dessa terça-feira (18), na Comunidade da Ilha do Rato, localizada no bairro de Jardim Atlântico, no município, na Região Metropolitana do Recife.

O parlamentar tinha ido até o local, em seu carro, para deixar o motorista particular em casa, quando foi abordado por quatro homens.

>> Quatro homens são presos com armas e mais de R$ 30 mil em Jaboatão

 

A ação

Com ameaças e agressões, os criminosos levaram Márcio Botelho até um canavial, no Cabo de Santo Agostinho, também no Grande Recife. Ele contou os momentos de terror que viveu no local. 

"Me mandaram ajoelhar e apontaram arma para minha cabeça, me ameaçavam de morte o tempo todo, me espancaram", contou. Depois de dar as senhas do cartão de crédito, ainda encapuzado, os criminosos deixaram o vice-prefeito fugir. 

Ele conseguiu ir até a BR-101, onde pediu ajuda e conseguiu carona com um motorista de aplicativo para voltar para Olinda. Por conta do GPS, a polícia conseguiu rastrear o veículo e interceptá-lo.

Prisão

Três criminosos conseguiram fugir, mas um foi preso. João Felipe Oliveira López, de 22 anos, foi levado para a sede do Grupo de Operações Especiais - GOE. Ele foi autuado em flagrante.

Orientação

O delegado Paulo Berenguer explicou que não se tratou de um sequestro, como se pensava inicialmente, sim de um roubo triplamente qualificado.

Paulo contou que o vice-prefeito, de início, reagiu à investida dos criminosos e não orienta as pessoas a fazer o mesmo.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.