ECONOMIA

'Ou come, ou paga a luz': população sofre com valor da conta de energia da Celpe, que aumenta nesta quinta (29)

Conta de luz da Celpe passa por reajuste a partir desta quinta-feira (29); confira como ficam os preços

'Ou come, ou paga a luz': população sofre com valor da conta de energia da Celpe, que aumenta nesta quinta (29)

As novas tarifas entram em vigor a partir desta quinta-feira (29) para 3,8 milhões de unidades consumidoras - Foto: Foto: André Nery/Acervo JC Imagem

As novas tarifas da conta de luz entram em vigor nesta quinta-feira (29), e já estão deixando muita gente preocupada. A população já vem sofrendo com os valores atuais e a crise econômica. "Não posso ligar a televisão, um ventilador não posso ligar, só na hora de dormir, porque é o jeito", relata a pensionista Jaci Ferreira.

Os valores da conta de energia já são considerados altos, para grande parte da população, que depende de auxílio e benefícios do governo e não possui fonte de renda. É o caso de Gilmar José da Silva, que está desempregado. "Ou come, ou paga a luz. Faz uns três meses que está cortada a luz", afirma.

>> Celpe tem revisão de tarifa e conta de luz fica mais cara a partir da próxima quinta

 

O aumento

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou, na terça-feira (27), em reunião pública, a revisão tarifária periódica da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe). As novas tarifas entram em vigor a partir desta quinta-feira (29) para 3,8 milhões de unidades consumidoras, localizadas em 185 municípios de Pernambuco.

 

>> Senado aprova Medida Provisória que reduz conta de luz até 2025; entenda

>> Últimos dias para conseguir desconto de até 30% na conta de luz da Celpe; saiba o que fazer

 

Reajustes

Confira as porcentagens de aumento no valor da conta de luz para cada grupo de consumidor:

  • Consumidor residencial - 7,46%
  • Consumidor baixa renda (incluso na tarifa social) - 5,94%
  • Indústrias (alta tensão em média) - 11 ,89%

Ações

A Aneel ressalta que que o conjunto de ações tomadas pela Agência para mitigar as tarifas, entre elas a conta-covid e o reperfilamento do pagamento do financeiro da RBSE das transmissoras, colaboraram para amenizar as tarifas e manter a revisão em 1 dígito. Segundo a Agência, esse trabalho foi realizado com total transparência com os agentes, e respeitando rigorosamente os compromissos previstos em contratos.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.