Crime

Suspeito de matar estudante encontrada em canal pode ter participado de morte de mulher no ano passado

A Polícia Civil de Pernambuco está investigando a participação do suspeito de matar estudante de gastronomia e jogar corpo em canal em outros crimes

Karina Costa Albuquerque
Karina Costa Albuquerque
Publicado em 10/09/2021 às 10:14 | Atualizado em 11/05/2022 às 20:18
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

As investigações do caso da estudante de gastronomia encontrada morta em canal em Beberibe, na Zona Norte do Recife continuam. Durante uma hora, peritos do Instituto de Criminalística (IC) trabalharam na casa onde a vítima morava com o suspeito e a mãe dela.

Os policiais usaram uma substância capaz de identificar manchas de sangue, mesmo se o local já tiver sido lavado. Segundo o delegado Francisco Océlio, o inquérito está perto de ser concluído.

Confira a reportagem: 

Outros crimes

O delegado Francisco Océlio, responsável pelo caso, também está investigando uma possível participação do suspeito em outros crimes. "Uma mulher foi morta no ano passado, no mês 4, em 2020, e há indícios de que ele pode ter sido o autor também", explicou. 

Perícia

Uma perícia foi realizada, nessa quinta (9), na casa da vítima. Todo o trabalho da perícia foi acompanhado pela família da estudante.

Áudio

Dias antes de morrer, Rosana Nascimento Donato, de 46 anos, enviou áudio para uma amiga falando do relacionamento abusivo que tinha com o suspeito do crime.

Segundo um dos filhos da vítima, Émerson Guedes, a mãe sofria ameaças do suspeito. As lembranças dos bons momentos vividos por Rosana, ficaram gravadas, como conta a filha Alice Letícia.

Um desses momentos, foi quando a estudante de gastronomia apareceu em um vídeo, dançando em uma festa, antes de ser assassinada.

O caso

O corpo da estudante de gastronomia Rosana Nascimento da Silva, de 46 anos, foi encontrado no Canal Lava Tripa, em Beberibe, na Zona Norte do Recife, no último dia 1º de setembro. Ela estava desaparecida desde o dia 29 de agosto.

O principal suspeito, segundo a polícia, é o ex-companheiro da vítima, que foi preso no mesmo dia em que o corpo foi localizado. Segundo as investigações, o motivo do crime teria sido o fato de ele não aceitar o fim do relacionamento. A participação do suspeito em outros crimes também está sendo verificada.

Notícias policiais da TV Jornal

Quer ficar acompanhando as notícias policiais da TV Jornal? Você pode ter acesso rápido a todas elas no nosso grupo, no Facebook. Acesse aqui o grupo Notícias Policiais TV Jornal no Facebook.