SÉRIE B

Com a maestria de Jean Carlos, Náutico vence o Brasil-RS de virada e segue imbatível na Série B

Mesmo saindo atrás, o Timbu conseguiu a vitória por 2x1 em cima dos gaúchos e mantém invencibilidade na competição


Com a maestria de Jean Carlos, Náutico vence o Brasil-RS de virada e segue imbatível na Série B

Em noite inspirada, Jean Carlos comandou a vitória do Náutico - Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem

Filipe Farias | Twitter: @_filipefarias

Em noite mais que inspirada de Jean Carlos, o Náutico não se abateu com o gol sofrido no primeiro minuto de jogo e conseguiu a virada em cima do Brasil-RS, vencendo por 2x1, nesta quarta-feira (21), no estádio dos Aflitos, pela 13ª rodada da Série B. Ramon abriu o placar, após bobeada de Alex Alves, mas o camisa 10 alvirrubro marcou os dois gols da vitória timbu e a manutenção da invencibilidade na competição. 

A equipe timbu segue na liderança, agora com 29 pontos, e volta a campo no próximo sábado (24), quando recebe o Brusque, às 19h30, no Eládio de Barros Carvalho, pela 14ª rodada da Segundona.

O JOGO

Acostumado a iniciar as partidas em casa a todo vapor e impondo um ritmo forte diante dos adversários, o Náutico acabou sendo surpreendido logo no primeiro minuto de jogo, mas muito por conta de um apagão de Alex Alves. Com poucos segundos de bola rolando, na tentativa de sair jogando rapidamente, o goleiro Matheus Nogueira fez longo lançamento para o lado esquerdo do ataque buscando Netto... O arqueiro alvirrubro saiu de forma equivocada da meta, o atacante xavante foi mais rápido e tocou para o meio da área para Ramon, que chegou disputando com Camutanga e conseguiu empurrar para o gol: 0x1.

O susto inicial não abalou o Timbu e, minutos depois, Jean Carlos amenizou a falha de Alex Alves. Aos nove, Rafinha desceu pela esquerda, tocou mais à frente para Vinícius, que viu o camisa 10 livre dentro da área e tocou rasteiro. Jean Carlos dominou e já girou chutando forte, sem chances para Matheus Nogueira: 1x1.

Mesmo com o gol de empate, Alex Alves estava inseguro na partida e não passava muita confiança. E, por vezes, dava novos sustos para os alvirrubros. Menos mal que Jean Carlos estava querendo jogo. Aos 26, o meia cobrou falta da intermediária e soltou uma bomba... A bola quicou na frente de Matheus Nogueira, que bateu roupa, mas conseguiu fazer a defesa em dois lances.

A noite era dele, o maestro alvirrubro: Jean Carlos. Aos 31, falta do lado direito do campo. apesar de toda a zaga ter ido pra área para receber o cruzamento, o camisa 10 cobrou com maestria no ângulo, fazendo um golaço para virar a partida: 2x1.

Sendo o contraponto do meia timbu, Alex Alves seguia com uma atuação bastante abaixo. Aos 33, após cobrança de escanteio, o goleiro não saiu na bola mesmo ela indo na pequena área, e Ramon cabeceou com muito perigo, passando rente a trave alvirrubra.

Tropa alvirrubra segue imbatível na Série B
Tropa alvirrubra segue imbatível na Série B
Alexandre Gondim/ JC Imagem

 

Segundo tempo

Ao retornar para a etapa final, o Náutico buscou logo ampliar o marcador para não sofrer novos sustos na partida. Aos quatro, Jean Carlos em mais uma cobrança de falta na entrada da área levou perigo, ao bater forte no canto do goleiro, com Matheus Nogueira conseguindo espalmar para o lado.

Com a partida controlada, os alvirrubros acabaram diminuindo o ritmo e a partida esfriou bastante no estádio dos Aflitos. Diante disso, as chances de gol praticamente inexistiram até mais da metade da segunda etapa.

Porém, só foi o Náutico apertar um pouco, que a oportunidade surgiu. Aos 31, após pressionar a saída de bola do Brasil-RS, a equipe timbu recuperou a bola com Bryan, que rolou para Jean Carlos sair frente a frente com Matheus Nogueira e ele rolar para Kieza na marca do pênalti, mas o camisa 9 finalizou prensado com Vidal e perdeu chance incrível de ampliar.

Nos minutos finais, os alvirrubros resolveram pressionar. Aos 38, Matheus Carvalho recebeu passe dentro da área, girou rapidamente em cima do marcador e finalizou de perna esquerda. A bola explodiu no defensor do time gaúcho e saiu em linha lateral. Aos 41 foi a vez do lateral Breno Lorran receber passe de Vinícius e, ao invés de cruzar na área, arriscou chute cruzado e quase marca um golaço, com a bola subindo e raspando o travessão.

 

Já nos acréscimos, Lucas Paraíba foi expulso e deixou o Náutico com um jogador a menos. Ainda assim, o Timbu segurou o resultado em 2x1 e venceu mais uma na Série B. 

Ficha do jogo

NÁUTICO

Alex Alves; Bryan, Camutanga, Carlão e Rafinha (Breno Lorran); Djavan (Lucas Paraíba), Rhaldney (Luiz Henrique) e Jean Carlos (Matheus Carvalho); Marciel (Giovanny), Vinícius e Kieza. Técnico: Hélio dos Anjos.

BRASIL-RS

Matheus Nogueira; Vidal, Leandro Camilo, Ícaro e Kevin; Alan Dias, Rômulo (Wesley), Denilson (Lucas Santos) e Gabriel Terra (Renatinho); Jarro, Netto (Jarro Pedroso) e Ramon (Fabrício). Técnico: Cláudio Tencati.

Local: estádio dos Aflitos, no Recife (PE).
Árbitro: Salim Fende Chavez (SP).
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Daniel Luís Marques (ambos de SP).
Gols: Ramon, no 1º minuto; Jean Carlos, aos nove, e aos 31 do 1º Tempo.
Cartões amarelos: Lucas Paraíba (NÁU) e Leandro Camilo (BRA).
Cartão vermelho: Lucas Paraíba (NÁU).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.