OLIMPíADAS DE TóQUIO

Resumo do Brasil nas Olimpíadas: Veja resultados na natação, ginástica, judô, vôlei, futebol e outras modalidades nas últimas horas

Delegação brasileira já participou de várias competições nas Olimpíadas de Tóquio


Resumo do Brasil nas Olimpíadas: Veja resultados na natação, ginástica, judô, vôlei, futebol e outras modalidades nas últimas horas

Brasil e Rússia - Foto: Agência Brasil

Com informações da Agência Brasil

Reportagem em atualização.

A delegação brasileira já participou de várias competições nas Olímpiadas de Tóquio. Já há resultados bem positivos no surfe, natação, judô e skate. Confira um resumão do Brasil nas Olimpíadas. Para ver os horários das competições mais recentes e o quadro de medalhas, clique aqui. 

 

QUARTA-FEIRA (28) 


FUTEBOL

Seleção brasileira vence a Arábia Saudita e avança às quartas

Rumo ao bicampeonato, a seleção olímpica brasileira se classificou às quartas de final nos Jogos de Tóquio (Japão) em primeiro lugar no Grupo D. A liderança foi definida após o Brasil vencer a Arábia Saudita por 3 a 1 no estádio de Saitama, na cidade japonesa de mesmo nome, nesta quarta-feira (28). Foram dois gols de Richarlison e um gol de Matheus Cunha.  Confira os melhores momentos da partida.


GINÁSTICA

Diogo Soares, de 19 anos, e Caio Souza, de 27, participaram das finais no individual geral da Ginástica. Ambos competiram com outros 22 ginastas de todo o mundo. Infelizmente, nenhum dos dois foi para o pódio. Caio ficou em 17º e Diogo em 20º. O ouro ficou para Daiki Hashimoto (Japão), a prata com Ruoteng Xiao (China) e o bronze com Nikita Nagornyy (Comitê Olímpico Russo).


NATAÇÃO

Brasil termina em oitavo lugar no revezamento 4x200 metros 

O Brasil acabou a final do revezamento 4x200 metros (m) estilo livre da Olimpíada de Tóquio (Japão) na oitava, e última, posição. A prova foi realizada nesta quarta-feira (28), no Centro Aquático da capital japonesa. O quarteto formado por Fernando Scheffer, Murilo Sartori, Breno Correia e Luiz Altamir cravou o tempo de 7min8s22, quase meio segundo acima da marca feita na eliminatória, que também rendeu a eles o oitavo lugar.  


JUDÔ

Em combate mais longo da Olimpíada, Portela é eliminada com polêmica

A judoca Maria Portela foi eliminada nas oitavas de final da categoria até 70 kg da Olimpíada de Tóquio (Japão) em uma luta histórica, e polêmica, no Budokan. O combate desta quarta-feira (28), entre a gaúcha e Madina Taimazova, do Comitê Olímpico da Rússia, durou mais de 14 minutos, dez só de golden score (tempo extra no qual vence o atleta que pontuar primeiro). A vitória da russa foi decretada após a brasileira receber um terceiro shido (punição) por falta de combatividade.


BADMINTON

Fabiana Silva perde para sino-americana e deixa Olimpíada

O aniversário de 33 anos não foi comemorado por Fabiana Silva como o esperado. Nesta quarta-feira (28), a fluminense se despediu do torneio feminino de badminton da Olimpíada de Tóquio (Japão) ainda na primeira fase ao perder da chinesa naturalizada norte-americana Beiwen Zhang por 2 sets a 0, com parciais de 9/21 e 10/21, no Parque Florestal Musashino.

Número 69 no ranking da Federação Internacional da modalidade (IBF, sigla em inglês), Fabiana precisava vencer a rival (14ª do mundo) sem perder sets e com uma diferença maior que 14 pontos para ficar à frente na classificação do Grupo H. Na última segunda-feira (26), a brasileira havia sido superada pela ucraniana Marija Ulitina (95ª) por 2 a 0 (14/21 e 20/22), resultado que dificultou a missão para a última rodada da primeira fase.

Canoagem  

Ana Sátila e Pepê garantem Brasil em semi da canoagem slalom em Tóquio

Ana Sátila garantiu a classificação nas semifinais da canoagem slalom na Olimpíada de Tóquio (Japão), na madrugada desta quarta-feira (28), na canoa individual (C1) e Pedro Gonçalves, o Pepê, no caiaque individual (K1).  

TERÇA-FEIRA (27)


FUTEBOL FEMININO

O Brasil venceu a Zâmbia e garantiu vaga nas quartas de final. O jogo terminou em 1x0, com gol marcado por Andressa Alves. Agora, as meninas voltam aos gramados na sexta-feira (30) contra o Canadá, em partida que acontece a partir das 5h (Brasília) e 17h (Tóquio). Veja tudo que rolou na partida desta terça, clicando aqui. 

Comemoração do primeiro gol da partida do Brasil contra a Zâmbia.
Comemoração do primeiro gol da partida do Brasil contra a Zâmbia.
Sam Robles / CBF


SURFE

O brasileiro Ítalo Ferreira venceu a primeira medalha de ouro do surfe na história dos jogos olímpicos. Ele deixou para trás outros grandes nomes do surfe mundial como, inclusive, o também brasileiro Gabriel Medina, que terminou em quarto lugar. Ítalo Ferreira conquistou a medalha de ouro com uma nota de 15.14. A medalha de prata ficou com o japonês Kanoa Igarashi, que teve nota de 6.60. O bronze foi para o australiano Owen Wright que ficou com 11.97. VEJA TODA A REPERCUSSÃO DA VITÓRIA DE ÍTALO AQUI. 

Ítalo Ferreira avançou às semifinais do torneio olímpico de surfe
Ítalo Ferreira no surfe
Reprodução/ @JogosOlímpicos


NATAÇÃO

Fernando Scheffer fatura bronze na natação

Fernando Scheffer, de 23 anos, conquistou a primeira medalha da natação brasileira na Olimpíada de Tóquio (Japão). O gaúcho cravou o tempo de 1min44s66 e garantiu o bronze nos 200 metros estilo livre na noite desta segunda-feira (26) no Centro Aquático de Tóquio. As primeiras posições da prova ficaram com dois representantes da Grã-Bretanha, o ouro com Thomas Dean, com o tempo de 1min44s22, e a prata com Duncan Scott, com 1min44s26.

Leonardo de Deus é sexto na final dos 200 metros borboleta em Tóquio

Não deu para Leonardo de Deus na final dos 200 m (metros) estilo borboleta da Olimpíada de Tóquio (Japão). O nadador sul-mato-grossense terminou a prova, na noite desta terça-feira (27), no Centro Aquático da capital japonesa, em sexto lugar, com o tempo de 1min55s19. A marca ficou 24 centésimos acima da estabelecida por ele na semifinal, quando o brasileiro fez o segundo melhor tempo.


VÔLEI

Vôlei de quadra - Feminino - Fase de grupos - Rodada 2

As meninas do vôlei brasileiro conseguiram uma vitória apertada contra a República Dominicana em sua segunda partida dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020: 3 sets a 2. As brasileiras perderam o primeiro set (por 22 a 25) e venceram os dois seguintes (25 a 17 e 25 a 13), sendo derrotadas novamente no quarto set (23 a 25).

O jogo foi decidido duas horas e meia depois no tie-break, por 15 a 12. Com isso, o Brasil garantiu seis pontos e o segundo lugar no grupo A da primeira fase.

Vôlei de Praia - Rodada 2: Duplas - Masculino - Fase de grupos

Alison e Álvaro Filho x Lucena e Dalhausser 

No começo da madrugada desta terça-feira, a partir da 0h, Alison e Álvaro Filho perderam para dupla Lucena e Dalhausser, dos Estados Unidos. A partida foi bastante equilibrada e o resultado foi o seguinte: 2 sets a 1 (parciais de 22/24, 19/21 e 13/15).

Duplas - Masculino - Fase de grupos - Rodada 2

Evandro e Bruno Schmidt x Abicha e Elgraoui 

Os brasileiros Evandro e Bruno Schmidt permanecem invictos na Olimpíada de Tóquio. Eles venceram na madrugada desta terça-feira (27), às 3h, os marroquinos Mohammed Abicha e Zouheir Elgraoui por 2 sets a 0 na segunda rodada do Grupo E do vôlei de praia. Disputada no Parque Shiokaze, na capital Tóquio, a partida terminou com parciais de 21/14 e 21/16.

Duplas - Feminino - Fase de grupos - Rodada 2

Agatha e Duda x Wang e X. Y. Xia

As brasileiras Ágatha e Duda sofreram a primeira derrota nesta sexta-feira (27) na segunda rodada da Olimpíada de Tóquio. No Grupo C, a dupla sofreu revés por 2 sets a 0 (21/18 e 21/1) para as chinesas Wang e Xia no Parque Shiokaze, na capital Tóquio.  

Ana Patrícia e Rebecca x Graudina e Kravcenoka 

As brasileiras Ana Patricia e Rebecca foram derrotadas por Tina Graudina e Anastasija Kravcenoka, da Letônia, por 2 sets a 1 (parciais de 15/21, 21/12 e 12/15), na noite desta terça-feira (27), no horário de Brasília, no Parque Shiokaze, no torneio de vôlei de praia da Olimpíada de Tóquio (Japão). 


TÊNIS

As brasileiras Luisa Stefani e Laura Pigossi avançaram na manhã desta terça-feira (27) às quartas de final da chave de duplas com vitória de virada por 2 sets a 1 sobre as tchecas Karolina Pliskova - número 7 de mundo no ranking de simples da WTA - e Marketa Vondrousova (42ª), que eliminara horas antes a japonesa Naomi Osaka, na chave de simples. 


BOXE

O peso-pesado Abner Teixeira estreou com vitória e avançou às quartas de final  na manhã desta terça-feira (27) contra o número cinco do mundo Chaeavon Clarke (Grã-Bretanha). Estreante em Olimpíadas, o pugilista paulista, de 25 anos, 14º no ranking mundial, ganhou por 4 a 1, na categoria acima de 91 quilos. Todas as lutas do boxe estão ocorrendo na na Ryögoku Kokugikan,onde também ocorrem as lutas de sumô na capital japonesa.


TÊNIS DE MESA

O carioca Hugo Calderano classificou o Brasil pela primeira vez às quartas de final do tênis de mesa de um torneio olímpico. O atleta, de 25 anos, avançou nos Jogos Olímpicos de Tóquio (Japão) ao vencer por 4 sets a 3 o sul-coreano Jang Woojin, na manhã desta nesta terça-feira (27), com parciais de 11/7, 9/11, 6/11, 11/9, 4/11, 11/5 e 11/6. 


HANDEBOL 

A seleção brasileira feminina de handebol derrotou a Hungria por 33 a 27, na madrugada desta terça-feira (27) no Ginásio Nacional Yoyogi, em jogo válido pela segunda rodada do Grupo B da Olimpíada de Tóquio (Japão).


SEGUNDA-FEIRA (26)


VÔLEI

A seleção masculina do Brasil venceu a Argentina por 3 sets a 2.


SKATE

O Brasil garantiu medalha de prata no skate street nesta segunda-feira com Rayssa Leal, a Fadinha. Com apenas 13 anos de idade, a skatista ganhou sua primeira medalha olímpica. Esta também foi a segunda medalha do Brasil no skate, modalidade que estreia nestas Olimpíadas.


SURFE

Gabriel Medina e Ítalo Ferreira vão às quartas de final no surfe, após surfarem boas ondas na madrugada dessa segunda. No feminino, Silvana Lima também está nas quartas de final. 


GINÁSTICA

Na manhã desta segunda-feira (26) no Brasil, noite de segunda no Japão, o Brasil está competindo nas finais por equipe da ginástica masculina. No domingo (25), Rebeca Andrade deu um show se apresentando ao som de "Baile de Favela" e garantiu vaga em três finais: solo, salto e individual geral. Nesse último, a brasileira só teve nota menor que a americana Simone Biles.


NATAÇÃO

Leonardo de Deus caiu na piscina olímpica às 7h30 desta segunda (19h30 em Tóquio). Ele garantiu vaga na semifinal dos 200 metros no nado borboleta.

 

>>> Veja aqui o quadro de medalhas.

 


HANDEBOL

Em partida contra a França, a seleção brasileira masculina de handebol perdeu por 34 a 29. A seleção começou mal, chegou a se recuperar, mas, mesmo assim, acabou vencida. Esta já é a segunda perda do Brasil no Handebol nas Olimpíadas de Tóquio, uma vez que já havia perdido para a Noruega na estreia, na última sexta (23). No entanto, nem tudo está perdido. O Brasil ainda pode avançar para as quartas de final, já que ainda tem confrontos contra a Espanha, Argentina e Alemanha. Próximo jogo é na quarta-feira (28), contra a Espanha, às 7h30 no horário de Brasília.


JUDÔ

O peso-leve Eduardo Barbosa perdeu para o francês Guillaume Chaine. Ele sofreu uma chave de braço no golden score e e encerrou a participação em Tóquio. No judô, o Brasil já levou uma medalha de bronze, com Daniel Cargnin. 

 

NO FINAL DE SEMANA:


FUTEBOL

Em jogo de seis gols, Brasil e Holanda empatam no futebol feminino

O Brasil empatou com a Holanda por 3 a 3 no torneio de futebol feminino da Olimpíada. O jogo, válido pela 2ª rodada do grupo F, ocorreu na manhã deste sábado (24) no estádio Miyagi, em Tóquio.

 

>>> Confira imagens e os melhores momentos da partida, clicando aqui. 

 

A seleção verde e amarela começou perdendo logo aos dois minutos de jogo com um gol da atacante Miedema. Mas mostrou forças e empatou aos 15 minutos com a artilheira Debinha. Ela começou a jogada dando um bom passe para Duda na direita e recebeu o cruzamento e finalizou duas vezes para deixar tudo igual.

Aos 13 minutos da etapa final, o Brasil ficou atrás novamente no placar. Após cruzamento da esquerda, Miedema subiu mais alto do que a zaga e completou de cabeça para o gol. Só que aos 18, após Ludmila ter sido derrubada na área, Marta cobrou o pênalti e empatou novamente o jogo. Aos 22, aproveitando falha das holandensas, Ludmila driblou a goleira e deixou o Brasil na frente. E, fechando o placar em 3 a 3, Dominique Janssen cobrou falta no ângulo direito da goleiro Bárbara e balançou as redes. 

Com o resultado, o Brasil é o vice-líder da chave com quatro pontos, perdendo a 1ª posição para Holanda apenas no saldo de gols. O próximo jogo será disputado na terça-feira (27) contra Zâmbia, às 08h30. O torneio de futebol feminino tem 12 seleções divididas em três chaves de quatro times. Passam de fase as duas melhores de cada grupo e as duas melhores terceiras colocadas.


JUDÔ

Eric Takabatake perde para sul-coreano na segunda rodada do judô

O brasileiro Eric Takabatake, na categoria até 60 kg, perdeu para o sul-coreano Kim Won-jin no golden score, na madrugada deste sábado (24), no Budokan, pela segunda rodada do judô da Olimpíada de Tóquio (Japão). Na luta inicial, o atleta do Esporte Clube Pinheiros passou com dificuldades por Soukphaxay Sithisane, do Laos, graças a dois waza-aris.


Derrota de Gabriela Chibana

Já na categoria até 48 kg feminina, a brasileira Gabriela Chibana foi eliminada na segunda luta por Distria Krasniq, do Kosovo. A rival da atleta paulista é líder do ranking mundial da categoria e dominou completamente o duelo. Ela venceu por ippon, aplicado quase no final do combate. Anteriormente, na primeira rodada, a brasileira eliminou, em apenas 14 segundos com um ippon, Harriet Bonface, do Malawi.

Na noite deste sábado, o Brasil volta ao Budokan com Daniel Cargnin, que estreia contra o egípcio Mohamed Abdelmawgoud na categoria até 66 kg a partir das 23h14 (horário de Brasília). Já Larissa Pimenta, na categoria até 52 kg, luta com a polonesa Agata Perenc às 23h49.

HANDEBOL

Brasil perde para Noruega na estreia no handebol masculino

A seleção masculina de handebol começou a participação na Olimpíada de Tóquio (Japão) com uma derrota de 27 a 24 para a Noruega, na noite desta sexta-feira (23) em partida válida pelo Grupo A da competição disputada no Ginásio Nacional Yoyogi.

Diante da equipe vice-campeã mundial de 2019, o Brasil fez um bom primeiro tempo, chegando ao intervalo com uma vantagem de 13 a 12. Porém, na etapa final, a Noruega tomou conta das ações e conseguiu fechar o marcador em 27 a 24.

Agora, a seleção brasileira volta a entrar em quadra no próximo domingo (25), a partir das 21h (horário de Brasília). E o adversário será outra pedreira, a França, que esteve presente nas três últimas decisões de Jogos Olímpicos, além de ter seis títulos mundiais.


TÊNIS

Luisa Stefani e Laura Pigossi vencem na estreia em Tóquio

A dupla formada por Luisa Stefani e Laura Pigossi estreou com vitória na Olimpíada de Tóquio (Japão), na madrugada deste sábado (24) no Estádio de Tênis de Ariake. As brasileiras superaram as canadenses Gabriela Dabrowski e Sharon Fichman por 2 sets a 0 (parciais de 7/6 e 6/4).

A vitória das brasileiras teve um sabor especial, pois foi sobre as cabeças de chave número sete da competição.

Agora, Luisa Stefani e Laura Pigossi aguardam o confronto entre Karolina Pliskova e Marketa Vondrousova, do Cazaquistão, e Ying-Ying Duan e Saisai Zheng, da China, para saber qual será o seu próximo desafio.


HIPISMO

João Victor Oliva alcança nota histórica no adestramento

O cavaleiro João Victor Marcari Oliva, montando Escorial Horsecampline, alcançou na madrugada deste sábado (24), no horário de Brasília, a melhor nota do país no hipismo adestramento na história das Olimpíadas. O filho da multicampeã do basquete, Hortência, obteve a nota média geral de 70,419%. Essa é a segunda participação do atleta em Olimpíadas. No Rio de Janeiro, em 2016, ele ficou com 68,071%. Cinco dos sete juízes avaliaram o conjunto com notas acima de 70%. Um deles deu a nota 68,370% e a outra avaliou o desempenho em 68,261%.

“O resultado foi dentro do que esperava. Fiz um errozinho, em um zigue-zague a galope que tem peso dois. Porém estou muito contente, senti o cavalo muito bem lá dentro. Sempre tem alguma coisa para acontecer. Nunca é perfeita a prova, então a gente tem sempre que melhorar com os erros e aprender com eles”, avaliou João à assessoria da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH).

Participam do Grand Prix 59 atletas de 29 países. A prova foi dividida em duas seções que acontecem hoje e neste domingo (25). O Grand Prix vale como qualificatória das disputas individuais. A classificação final do conjunto verde e amarelo será conhecida apenas o encerramento desta etapa. Até o momento, eles estão na na quinta posição do grupo A. Seguem adiante os dois primeiros colocados de cada grupos e os donos das outras seis melhores pontuações.


Esgrima

Nathalie Moellhausen perde na estreia e dá adeus à Olimpíada

O sonho de Nathalie Moellhausen de conquistar uma medalha para o Brasil na Olimpíada de Tóquio (Japão) na esgrima chegou ao final na noite desta sexta-feira (23) no Centro de Convenções Makuhari Messe. A ítalo-brasileira foi superada pela italiana Rossella Fiamingo na disputa das eliminatórias da espada por 10 a 9 na prorrogação.

Apesar de Nathalie ser considerada uma real candidata à medalha, após a conquista da edição de 2019 do Mundial da modalidade, a adversária na estreia representava um grande desafio, a vice-campeã olímpica dos Jogos de 2016 (Rio de Janeiro).

O confronto começou com Rossella abrindo uma vantagem de 3 toques no início. Nathalie adotou então uma postura mais agressiva, e conseguiu fazer com que o primeiro assalto fechasse em 4 a 2 em favor da sua adversária.

Na segunda etapa a brasileira melhorou muito, e, faltando apenas 10 segundos para o final do período, empatou em 5 a 5. Logo no início do último assalto, Nathalie passou à frente pela primeira vez graças a um ataque em flecha.

Porém, Rossella voltou a assumir o controle das ações e, faltando menos de um minuto para o fim, voltou a ficar novamente à frente. A brasileira partiu então para o ataque e, na base da garra, conseguiu empatar novamente, em 9 a 9, a 28 segundos do fim. Faltando tão pouco para acabar, as duas atletas deixaram o tempo terminar e foram para a prorrogação (na qual a vitória fica com quem alcançar o primeiro toque no período de 1 minuto).

Na prorrogação o confronto começa muito estudado, mas, faltando 28 segundos para o fim, a italiana conseguiu o toque que lhe garantiu a vaga nas oitavas de final e encerrou a participação de Nathalie nos Jogos de Tóquio.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.