Acusação

'Tirou minha virgindade': mulher sobe no púlpito e acusa pastor durante culto

Mulher foi até o púlpito da igreja e acusou o pastor

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 25/05/2022 às 10:08
Notícia
Reprodução
Mulher foi até o púlpito da igreja e acusou o pastor - FOTO: Reprodução
Leitura:

O reverendo John Lowe II afirmou que cometeu adultério durante o culto do último domingo (22), na cidade norte-americana de Warsaw, no Estado de Indiana, EUA.

O pastor da igreja New Life Christian Church & World Outreach revelou que havia “pecado” há 20 anos atrás. Após a confissão, ele anunciou o seu afastamento das funções eclesiásticas, segundo informações do portal O Fuxico Gospel.

MULHER DIZ QUE PASTOR TIROU VIRGINDADE DELA

Ao final da sua fala, Lowe, de 65 anos, foi aplaudido pelos seus seguidores após ter confessado sua infidelidade. Porém, logo em seguida, uma mulher, que não foi identificada, foi até o púlpito e afirmou que gostaria de contar sua versão dessa história.

"Não ocorreu há 20 anos atrás e sim há 27 anos atrás", disse. Ela também revelou que tinha 16 anos quando tudo aconteceu. “Tinha 16 anos quando você tirou minha virgindade no chão do seu escritório. Você se lembra disso? Eu sei que sim. Você fez coisas ao meu corpo adolescente que nunca deveriam ter sido feitas”, afirmou a mulher.

Um dos fiéis que estava na igreja no último domingo filmou toda a discussão e compartilhou no Facebook as falas do pastor e da vítima.

MENTIRAS E VERGONHA

Durante o culto, a mulher ainda contou que a relação durou nove anos e que viveu em “uma prisão de mentiras e vergonha”. A mulher também revelou que algumas pessoas da congregação sabiam do ocorrido, porém, tinha “medo demais para tomar alguma atitude”.

“Ninguém veio até a mim, ninguém nunca me ajudou, ninguém nunca me deu um aconselhamento. Essa igreja foi construída em cima de mentiras, mas não mais", completou.

Após a revelação, a mulher se retirou e parte da igreja ficou dividida. Alguns fiéis cercaram o religioso para fazer uma oração, enquanto outros se retiraram e questionaram o pastor sobre o fato denunciado pela mulher.

NOTA DA IGREJA

A denominação informou que seus líderes confrontaram Lowe após serem informados pela mulher de um “segredo mantido há muito tempo” e que não tinha conhecimento anterior do ocorrido.

“Está em nossas preces e compromissos amar, apoiar, encorajar e ajudá-la em um processo de cura da maneira que pudermos”, diz nota divulgada pela New Life Christian Church & World Outreach (Igreja Cristã Nova Vida & Evangelismo Mundial, em tradução livre).

INVESTIGAÇÃO

O promotor do condado está investigando as revelações, segundo informações de Tvs locais.

Comentários

Mais Lidas