MÚSICA

Quem é Gil Monteiro, o cantor católico que sofreu boicote em igreja por ser gay?

O cantor religioso já considerou ser padre e revela se recebe a Santa Comunhão

Emília Prado
Emília Prado
Publicado em 30/06/2022 às 20:49
Notícia
Reprodução/Instagram
Cantor católico Gil Monteiro assumiu publicamente que é gay - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

Gil Monteiro é um cantor de músicas católicas que tem um público consolidado de fiéis. Porém, no dia 17 de junho, ele realizou uma live declarando que é gayrecebeu ataques dos católicos por sua orientação sexual.

O cantor religioso nasceu em um lar católico e diz que aprendeu "o que é certo e errado, o que a igreja aprova e desaprova". Ele confessa que já considerou ser padre para viver a castidade, mas entendeu que este não era o seu caminho na fé.

"Seria uma boa fuga, porque eu canto e tenho espiritualidade. Fiz acompanhamento vocacional, mas ser padre não é o meu chamado", contou na mesma live em que assumiu a sexualidade.

Perguntado se recebia a Santa Comunhão, o cantor declara que sim, comunga.

"Sigo o pensamento de São Tomás, resumido nessa frase: 'qualquer pessoa a quem as autoridades eclesiásticas, na ignorância dos fatos verdadeiros, impuserem uma exigência que afronte contra a sua consciência limpa, pereça em excomunhão, em vez de violar a sua consciência'".

COR DO AMOR

Após assumir a sexualidade, Gil Monteiro lançou a canção "Cor do Amor", em que relaciona a fé com o orgulho de ser quem é. "Essa música é a história da minha vida", revelou.

Um trecho da música diz: "Ao sagrado e todos seus mistérios, ao discurso de amor eterno eu me entreguei. Tão correto mas tão reprimido, sufocando as flores do caminho, eu me anulei".

Comentários

Mais Lidas