CORONAVÍRUS

13 respiradores apreendidos por determinação da Justiça chegam a Pernambuco

Outros 22 equipamentos seguem apreendidos em São Paulo e a expectatica é de que sejam entregues até a próxima terça-feira (22)


13 respiradores apreendidos por determinação da Justiça chegam a Pernambuco

Respiradores chegaram na tarde deste domingo (26) em Pernambuco - Foto: Reprodução/TV Jornal

O governador Paulo Câmara anunciou, neste domingo (26), a chegada dos 13 primeiros respiradores dos 35 que a Justiça determinou a busca e apreensão na empresa Intermed, em São Paulo e a abertura de um total de 712 leitos em Pernambuco.

>>>Coronavírus: Empresa não entrega respiradores comprados por Pernambuco e pode levar multa alta e diária

Segundo Câmara, esses novos equipamentos devem começar a ser distribuídos para a rede de saúde a partir de amanhã (27). Ele explicou que abrir novos leitos envolve, além do espaço físico e respiradores, recursos humanos, insumos e muitos detalhes. Além disso, o governador reforçou o pedido para que a população se mantenha em casa. 

Entenda o caso

As máquinas foram apreendidas pela Comarca da cidade de Cotia na última sexta-feira (24). A expectativa é que até a próxima terça-feira (28), os outros 22 respiradores também já estejam desembarcando em Pernambuco. A busca e apreensão dos equipamentos foi determinada pelo juiz Teodomiro Noronha Cardoso, da 3ª Vara da Fazenda Pública do Recife, atendendo a uma ação impetrada pela procuradoria geral do Estado.

Os 35 respiradores foram comprados pelo Governo de Pernambuco e deveriam ter sido entregues pela empresa Intermed Equipamento Médico Hospitalar Ltda. desde o último dia 20 de março. A empresa alegava que estava impedida de efetuar a entrega, pois o material teria sido requisitado pelo Governo Federal. O Ministério da Saúde respondeu, através de ofício, que esses aparelhos não foram objeto de requisição administrativa feita pela União.

Mesmo diante dos fatos, a empresa respondeu negativamente e a PGE agiu junto à Justiça garantindo o direito do Estado em relação ao recebimento imediato dos equipamentos. “Essa é uma luta diária. Abrir novos leitos envolve além do espaço físico nos hospitais, os recursos humanos, os insumos e muitos outros detalhes importantes para atender os pacientes”, destacou Paulo Câmara e prosseguiu: “Nosso esforço para abrir novos leitos continua. Chegamos hoje a 712 novos leitos na nossa rede estadual, sendo 333 de UTI e 379 de enfermaria”.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.