FISCALIZAÇÃO

Procon PE disponibiliza canal para denunciar preços abusivos em lojas e armazéns de construção

Segundo o Procon estadual, houve um aumento repetino em diversos matériais de construção

Procon PE disponibiliza canal para denunciar preços abusivos em lojas e armazéns de construção

Procon Pernambuco interdita kartódromo - Foto: Reprodução/Procon-PE

O Procon Pernambuco disponibilizou um canal para que os consumidores possam realizar denúncias de preços abusivos em lojas e armazéns de construção no Estado.

Na primeira etapa, 25 notificações foram efetuadas em empresas no Recife, Jaboatão dos Guararapes, Paulista e Igarassu. 

A fiscalização acontece para que os fornecedores possam esclarecer os aumentos repetidos."A partir de denúncias apresentadas por consumidores no aumento do preço dos tijolos, o Procon Pernambuco iniciou, em agosto, uma série de fiscalizações nos armazéns de construção desde Paulista até Jaboatão dos Guararapes. A finalidade é identificar as possíveis irregularidades e superfaturamento no período de calamidade", explica o gerente jurídico do Procon estadual, Ricardo Faustino

De acordo com as análises, foi observado que os estabelecimentos estão repassando o aumento dado nos produtos pelos fornecedores. "Também estamos recebendo denúncias no aumento de outros produtos como argamassa, fios e ferragens, por isso estamos notificando os fornecedores para que eles possam comprovar e apresentar justificativas sobre esse aumento", completa. . 

 Os documentos apresentados pelas lojas e armazéns irão passar pela análise do Órgão. Sem uma justificativa, o estabelecimento pode ser multado por infringir o código de defesa do consumidor. 

 Denúncias

 Para orientar o consumidor, o Procon prepara uma pesquisa de preços com itens de materiais de construção. As denúncias podem ser feitas pelo número: 0800 282 1512.

 

 

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.