VACINAçãO CONTRA COVID-19

Vacina contra covid-19: Saiba se você será vacinado com o 1º lote que chegou a Pernambuco

Com as 270 mil doses da vacina CoronaVac, apenas 135 mil pessoas poderão ser vacinadas neste primeiro momento


Vacina contra covid-19: Saiba se você será vacinado com o 1º lote que chegou a Pernambuco

Perpétua dos Santos, técnica de enfermagem, foi a primeira a ser vacina contra a covid-19 em Pernambuco - Foto: Felipe Ribeiro/ JC Imagem

A chegada das primeiras 270 mil vacinas contra a covid-19 em Pernambuco, na última segunda-feira (18), gerou expectativa em muitas pessoas que gostariam de ser vacinadas já nesta semana. No entanto, a imensa maioria da população - incluindo indivíduos que fazem parte do grupo de risco para a doença - vão precisar de mais paciência. Não adianta sair de casa e ir até um posto de saúde da comunidade ou um hospital de referência para ser vacinado, porque vai ser uma viagem perdida. Nesta reportagem, entenda quais serão os contemplados com as vacinas desta primeira remessa e o que se sabe sobre os próximos passos da campanha de vacinação.

É fato que idosos e pessoas com doenças crônicas, como hipertensão e diabetes, fazem parte do grupo de risco para a doença, mas nem todos eles serão os primeiros a serem vacinados. Isso acontece porque o primeiro lote da vacina que chegou a Pernambuco só é capaz de imunizar 135 mil pessoas (cada pessoa recebe duas doses), o que representa menos de 1,5% da população do Estado, que, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é estimada em mais de 9 milhões e 600 mil habitantes. Por isso, não adianta pertencer ao grupo prioritário. Para ser vacinado, nesta semana, é necessário ser a prioridade da prioridade. 

Quem é a prioridade da prioridade?

Um acordo entre o Governo de Pernambuco e os Municípios definiu que serão beneficiados, com este lote:

Portanto, as demais pessoas vão precisar aguardar a chegada de novos lotes do imunizante.

A expectativa da Secretaria de Saúde de Pernambuco é que, com o primeiro lote, sejam vacinados 34% dos trabalhadores de saúde pernambucanos, o que soma mais de 99 mil pessoas.

Além disso, 100% dos demais públicos também devem ser imunizados com este primeiro lote. No Estado, são 26,5 mil indígenas, 2,5 mil idosos institucionalizados e 130 pessoas com deficiência institucionalizadas. 

Não saia de casa

A orientação do governo estadual é que, neste primeiro momento, os profissionais de saúde que vão aplicar o imunizante se dirijam até as pessoas que vão receber a vacina. Portanto, os profissionais de saúde vão receber a vacina nos próprios postos de trabalho, os idosos e doentes serão vacinados nas próprias instituições onde residem, e os indígenas, nas aldeias. 

Distribuição da vacina

A orientação do Ministério da Saúde é que os municípios utilizem esse primeiro lote para aplicar as duas doses em todas as pessoas pertencentes ao grupo escolhido. Essa decisão foi tomada porque não se sabe quando novas doses vão estar disponíveis para serem distribuídas para a população. 

Como o intervalo de aplicação entre as duas doses deve ser de duas ou até quatro semanas, houve a preocupação de que as pessoas recebessem a primeira parte do imunizante, mas demorassem mais do que o adequado para receberem a segunda.

Próximos lotes

Ainda não há confirmação sobre quando novos lotes de vacinas contra a covid-19 estarão disponíveis para aplicação no público. Além das primeiras seis milhões de doses que foram importadas da China e já foram distribuídas, o Instituto Butantan aguarda autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o uso emergencial de mais 4,8 milhões de doses que foram produzidas em território nacional.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.