ESPERANÇA

Índia enviará vacinas contra a covid-19 para o Brasil nesta sexta-feira (22)

A vacina foi desenvolvidas pela farmacêutica britânica AstraZeneca e pela Universidade de Oxford

Índia enviará vacinas contra a covid-19 para o Brasil nesta sexta-feira (22)

O Brasil espera importar 2 milhões de doses da vacina de Oxford para a imunização no país - Foto: Reprodução/TV Jornal

Atualizada às 14h42

O secretário de Relações Exteriores da Índia, Harsh Vardhan Shringla, confirmou, nesta quinta-feira (21), o envio das vacinas contra a covid-19 para o Brasil. O imunizante foi desenvolvido pela farmacêutica britânica AstraZeneca e pela Universidade de Oxford e está sendo produzido no Serum Institute of India, maior produtor mundial de vacinas. 

Segundo o governo indiano, as vacinas contra a covid-19 que estão sendo fabricadas na Índia serão enviadas para o Brasil nesta sexta-feira (22). O governo da Índia liberou as exportações comerciais das vacinas e as primeiras remessas serão enviadas para o Brasil e também para o Marrocos. 

O Brasil espera importar 2 milhões de doses da vacina de Oxford para a imunização no país. 

Na semana passada, o governo brasileiro se mobilizou para ir buscar o imunizante na Índia. No entanto, o governo indiano havia suspendido a exportação de doses até iniciar seu próprio programa doméstico de imunização. 

O secretário disse que o fornecimento comercial da vacina começaria na sexta-feira, de acordo com o compromisso do primeiro-ministro Narendra Modi de que a capacidade de produção da Índia seriam usadas por toda a humanidade para combater a pandemia.

“Seguindo essa visão, respondemos positivamente aos pedidos de fornecimento de vacinas manufaturadas indianas de países de todo o mundo, começando pelos nossos vizinhos”, disse o secretário de Relações Exteriores da Índia à Reuters, referindo-se ao fornecimento gratuito. “O fornecimento das quantidades comercialmente contratadas também começará a partir de amanhã, começando pelo Brasil e Marrocos, seguidos da África do Sul e Arábia Saudita”, acrescentou.

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, também compartilhou a informação pelas redes sociais. 

 

Incêndio em fábrica 

As vacinas desenvolvidas pela farmacêutica britânica AstraZeneca e pela Universidade de Oxford estão sendo fabricadas no Serum Institute of India. O maior produtor mundial de vacinas foi atingido por um incêndio, nesta quinta-feira (21)

No entanto, apesar do susto, o chefe do instituto, Adar Poonawalla, disse que a produção de imunizantes contra a covid-19 não foi atingida e que não haverá perda de doses da vacina da AstraZeneca por causa do incidente.  

O Serum Institute of India está produzindo, por mês, cerca de 50 milhões de doses de uma vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e a AstraZeneca, em outras instalações do complexo.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.