VIOLÊNCIA

"Me bateu na frente de policiais", diz ex-funcionária agredida em açaiteria

Mulher levou um tapa no rosto do pai da dona da lanchonete

Câmeras de segurança flagraram o momento das agressões - Foto: Reprodução/TV Jornal

A mulher que foi agredida dentro de uma loja de Açaí, em Igarassu, no Grande Recife, no último sábado (6), concedeu entrevista à TV Jornal nesta segunda-feira (8). Com as marcas da agressão no rosto e nos braços, segundo ela, causadas pela dona do estabelecimento, a vítima conta que toda a humilhação foi por causa de R$88,00 que ela não recebeu referente aos dias trabalhados na lanchonete.

>>>Vídeo: Ex-funcionária de açaiteria em Igarassu é agredida após cobrar dívida de R$88

"Quando fui demitida, a gerente disse que na quarta-feira eu poderia passar lá para pegar os dias trabalhados. No dia, ela disse que não dava para buscar e depois veio uma sequência de desculpas para pegar o dinheiro", disse a mulher, que não quis se identificar.

A vítima diz que a mãe dela também tentou buscar o dinheiro, quando ela estava em casa doente com covid-19, mas o pai da dona da lanchonete expulsou a mãe dela de forma bruta. "Ele disse a minha mãe pra ela ir embora, que não pagaria nada a ela, pois não foi ela quem trabalhou", contou.

Assista na reportagem

Vídeo

No dia do ocorrido, a dona da loja disse que a ex-funcionária poderia ir buscar o dinheiro. Nas imagens registradas por uma câmera de segurança da galeria onde funciona a açaiteria, localizada no centro histórico de Igarassu, é possível ver a jovem de 25 anos na frente da lanchonete. As duas filhas pequenas dela também estão com a mãe. A jovem está no canto superior do vídeo, no balcão. Na sequência, ela aparece sendo retirada do local por um policial. Em seguida, o pai da dona da açaiteria chega e mesmo com a presença da polícia, ele agride a jovem com um tapa no rosto na frente dos clientes e das filhas dela.

Delegacia

O caso foi encaminhado para a Delegacia de Paulista. Foi registrado um boletim de ocorrência, mas todos foram liberados.

Pedido de justiça

Agredida física e moralmente e com o celular danificado, a jovem, que prestou queixa no mesmo dia, quando todos foram conduzidos a delegacia, espera justiça. "Na frente das minhas filhas, uma falta de respeito com as crianças e policiais que estavam presentes, porque ele me bateu na frente dos policiais. Espero justiça, com certeza"

Notícias policiais da TV Jornal

Quer ficar acompanhando as notícias policiais da TV Jornal? Você pode ter acesso rápido a todas elas no nosso grupo, no Facebook. Acesse aqui o grupo Notícias Policiais TV Jornal no Facebook.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.