ECONOMIA

Abrasel se pronuncia após Paulo Câmara anunciar fechamento de bares e restaurantes no fim de semana do Carnaval

Bares e restaurantes estão proibidos de funcionar no Sítio Histórico de Olinda e no bairro do Recife no fim de semana do Carnaval

Abrasel se pronuncia após Paulo Câmara anunciar fechamento de bares e restaurantes no fim de semana do Carnaval

Bares e restaurantes foram proibidos de funcionar no bairro do Recife e no Sítio Histórico de Olinda no fim de semana do Carnaval 2021 - Foto: Reprodução/TV Jornal

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Pernambuco (Abrasel) se pronunciou, na tarde desta quarta-feira (10), sobre o anúncio do fechamento de bares, restaurantes e comércio ambulante das 20h dessa sexta-feira (12) até às 6h da segunda-feira (15) de Carnaval.

O anúncio foi feito pelo governador Paulo Câmara e reforçado em coletiva de imprensa online com os secretário André Longo (Saúde), Pedro Eurico (Justiça e Direitos Humanos) e Antônio de Pádua (Defesa Social). 

 

>> Carnaval: Bares e ambulantes proibidos de funcionar no Sítio Histórico de Olinda e no bairro do Recife no fim de semana

>> Sem ponto facultativo, como fica o Carnaval 2021 para quem trabalha?

 

Na nota, a Abrasel diz que precisa "externar que o decreto causará prejuízos aos estabelecimentos" e lembra "que a imensa maioria deles vêm colaborando com os protocolos de segurança".

 

>> Governo de Pernambuco cria auxílio emergencial para artistas; saiba mais

>> Carnaval 2021: Prefeitura de Olinda também anuncia auxílio emergencial; saiba mais

 

Confira o comunicado abaixo

Nota de esclarecimento 

A Abrasel tomou conhecimento há pouco que o Comitê Estadual de Acompanhamento do Coronavírus decidiu pelo fechamento dos bares e restaurantes no Recife Antigo e no Sítio Histórico de Olinda, a partir das 20hs desta sexta, 12, até as 6hs da segunda-feira, 15. Nas demais localidades o funcionamento dos estabelecimentos segue normalmente, inclusive com o Festival Gastronômico “Eu tenho mais que tá nessa”, criado para estimular os negócios do setor, que serão afetados pela baixa circulação de pessoas.

Entendemos que a intenção é evitar aglomerações em pontos turísticos, mas precisamos externar que o decreto causará prejuízos aos estabelecimentos e lembramos que a imensa maioria deles vêm colaborando com os protocolos de segurança. Diante disto, pedimos fiscalização rigorosa contra aglomerações, inclusive festas clandestinas, para que os empresários não sejam penalizados em vão.

Recife, 10 de fevereiro de 2021.

Conselho de Administração da Abrasel em Pernambuco

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.