CADASTROS

Após reavaliações, auxílio emergencial terá pagamentos nesta quarta (10); veja se recebe e qual parcela

Valor somado dos repasses do auxílio emergencial é de quase R$ 21 milhões. Recursos estarão disponíveis para saques e transferências


Após reavaliações, auxílio emergencial terá pagamentos nesta quarta (10); veja se recebe e qual parcela

Após reavaliações e contestações, mais de 22 mil pessoas recebem parcelas do Auxílio Emergencial do Governo Federal nesta quarta (10) - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Com informações do Ministério da Cidadania

Como resultado dos processos de reavaliações e contestações referentes ao Auxílio Emergencial do Governo Federal, 22.233 pessoas vão receber nesta quarta-feira (10), um total de R$ 20,95 milhões referentes a parcelas do benefício.

 

>>> Governo deve liberar novas parcelas do auxílio emergencial após o carnaval, diz jornal; confira detalhes. 

 

A divulgação do calendário de pagamento dessas análises está na Portaria nº 606, publicada nesta quarta no Diário Oficial da União. Assim que forem depositados, os recursos estarão disponíveis tanto para transferências e pagamentos quanto para saques.

“Com base nas informações enviadas via sites e aplicativos, as nossas equipes técnicas cruzam bases de dados, avaliam cadastros e pedidos de revisão para evitar fraudes e garantir que o benefício chegue à conta de quem é de direito”, afirmou o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni.

>> Auxílio emergencial: Após Paulo Guedes dizer que Bolsa Família pode ficar fora, Bolsonaro também sinaliza redução de beneficiários

>> Senadores cobram urgência na prorrogação do auxílio emergencial: ''Necessidade inadiável''

>> BIP: Novo auxílio emergencial é analisado pelo Governo e pode pagar até R$200 por mês

 

Quem vai receber

O grupo de beneficiados se divide em quatro categorias:

  • A primeira envolve quase 12 mil pessoas que se tornaram elegíveis após reavaliações de cadastros e cruzamentos de informações de bancos de dados governamentais. Esse público vai receber, de uma só vez, as parcelas de 1 a 5 do Auxílio Emergencial (cada uma de, no mínimo, R$ 600), num total acumulado de R$ 7,89 milhões em repasses federais.
  • Os outros três grupos são compostos por pessoas que vão receber parcelas da Extensão do Auxílio Emergencial (cada uma de, no mínimo, R$ 300). Numa faixa estão cidadãos que vão receber as etapas de 7 a 9 da extensão. São 371 pessoas que já haviam recebido uma parcela e que, após reavaliações, voltam a ser incluídas na lista de contempladas. O valor de pagamentos para esse público totaliza R$ 346,5 mil.
  • Outro grupo, com 9,4 mil integrantes, receberá as parcelas de 6 a 9 da extensão do Auxílio Emergencial, num total de R$ 12,5 milhões em recursos. São pessoas que ainda não haviam recebido a extensão e passaram por reavaliação.
  • O último grupo, com 561 cidadãos, reúne pessoas que não tinham sido consideradas elegíveis e fizeram a contestação via Dataprev entre 17 e 26 de dezembro de 2020. O valor total em repasses para esta faixa é de R$ 185,7 mil.

 

>> Bolsonaro fala em 'novo auxílio' para substituir auxílio emergencial

>> Presidente do Senado espera que decisão sobre volta do auxílio emergencial seja tomada ainda nesta semana

>> Prefeitura do Recife anuncia auxílio emergencial de Carnaval; veja quem tem direito e como será

>> Incremento no Bolsa Família ou novo auxílio emergencial: Presidente do Senado volta a falar sobre benefício

>> ''Estamos negociando'', diz Jair Bolsonaro sobre prorrogação do auxílio emergencial

 

O auxílio emergencial

Criado para combater os efeitos econômicos e sociais da pandemia do novo coronavírus, o Auxílio Emergencial do Governo Federal ultrapassou o número de 68 milhões de cidadãos elegíveis, o que representa 32,2% da população e cerca de 40% das residências, em um investimento de cerca de R$ 294 bilhões para pagamento das parcelas.

 

>> Novo auxílio emergencial: Pacheco e Guedes querem benefício em troca de pauta fiscal

>> Auxílio Emergencial: Congresso analisa 14 projetos que prorrogam benefício

>> Orçamento pode ter mudanças para garantir mais parcelas do auxílio emergencial

>> Beneficiários do Bolsa Família podem ficar fora do novo auxílio emergencial; entenda

 

Beneficiados

Tiveram direito aos repasses, obedecendo a uma série de critérios econômicos e sociais, integrantes do Bolsa Família, cidadãos incluídos no Cadastro Único (CadÚnico), além de trabalhadores informais, contribuintes individuais do INSS e microempreendedores individuais que solicitaram o benefício por meio de plataformas digitais ou aplicativo da Caixa Econômica Federal (Caixa).

 

>> Beneficiários do Auxílio emergencial têm dinheiro devolvido ao governo; veja como não perder o seu

>> Bolsa Família será o novo auxílio emergencial em 2021? Benefício pode ganhar bônus

>> Novo auxílio emergencial 'é possível', mas atenderia menos pessoas; Ministro da Economia, Paulo Guedes, fala sobre condições para prorrogação

>> Retorno do auxílio emergencial é prioridade no Senado e na Câmara dos Deputados

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.