PRISÃO

Cantor Belo é preso no Rio de Janeiro por promover show em escola pública durante pandemia

O cantor está sendo investigado por ter promovido uma festa não autorizada dentro de uma escola no último fim de semana

Cantor Belo é preso no Rio de Janeiro por promover show em escola pública durante pandemia

Cantor Belo foi preso no Rio - Foto: Reprodução/Internet

O cantor Marcelo Pires Vieira, mais conhecido como Belo, foi preso pela Polícia Civil do Rio de Janeiro nesta quarta-feira (17). Belo está sendo investigado pela realização de um show em uma escola localizada no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, mesmo sendo proibido em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

O show do cantor teria sido realizado no interior da Escola Municipal do Parque União nesse sábado (13). Vídeos que circulam pelas redes sociais mostram uma grande uma grande aglomeração de pessoas durante o evento, sem que elas fizessem, ao menos, uso de máscaras de proteção.

Confira

Além do artista, outras três pessoas receberam mandando de prisão preventiva, são elas dois sócios da produtora, Célio Caetano e Henriques Marques, também conhecido como Rick, e o chefe do tráfico no Parque União, Jorge Luiz Moura Barbosa.

> Após prisão de Belo, polícia apreende armas, dinheiro e computador na casa do cantor

Como o show não teve a autorização da Secretária Municipal de Saúde, também está sendo investigado se houve invasão ao colégio. Além dos mandados de prisão preventiva, a polícia também cumpriu cinco mandados de busca e apreensão, em que uma delas foi feita na sede da empresa que organizou o evento, a produtora Série Gold.

Prisões

Não é a primeira vez que o cantor Belo é preso. Em 30 de dezembro de 2002, ele foi condenado a seis anos prisão, acusado de associação para o tráfico. Segundo a polícia, ele teria negociado drogas e armas por telefone com um traficante. Após ficar preso por cerca de um mês conseguiu, por meio de um recurso, o direito de responder em liberdade. No entanto, o Ministério Público recorreu da decisão e ele foi condenado a oito anos de prisão.

Em novembro 2004, o cantor foi detido mais uma vez e passou três anos e oito meses na cadeia. Na ocasião, ele estava escondido dentro de sua residência.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.