LEVANTAMENTO

Preço da cesta básica aumenta no Recife; veja quais alimentos ficam mais caros

Reajustes não acompanham a realidade do salário do povo brasileiro

Preço da cesta básica aumenta no Recife; veja quais alimentos ficam mais caros

Reajustes não acompanham a realidade do salário do povo brasileiro - Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Uma pesquisa feita pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) apontou o aumento de preço de alguns produtos da cesta básica. Ao todo, 130 estabelecimentos do Recife foram visitados. Na lista dos alimentos que tiveram maior alta no comparativo entre janeiro e fevereiro deste ano estão: o açúcar (3,63%) e a banana (1,38%).

Preços mais salgados

Já na lista dos alimentos com preços mais salgados ainda encontrados estão: o feijão (0,97%), o pão francês (0,59%), o arroz branco (0,31%), a manteiga (0,30%) e o café com (0,18%).

>>Cesta básica: veja quais alimentos ficaram mais caros no Recife

>>Nos últimos oito meses, cesta básica sobe mais de 11% no Recife

Queda

Por outro lado, o levantamento do Dieese apontou queda o preço de alguns itens da cesta básica. São eles: leite líquido integral (4,39%), farinha (4,26%), tomate (4,21%), óleo de soja (3,31%) e a carne (0,99%).

Preço da cesta básica

Em fevereiro do ano passado, a cesta básica do Recife custava R$ 420. Já em fevereiro deste ano passou para quase R$470. Uma conta cada vez mais difícil para o bolso do trabalhador.

Pesquisa

Quem costuma anotar o valor dos produtos de um mês para o outro deve estar atento e adotar a boa e velha pesquisa.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.