PANDEMIA

Ministério da Saúde: Jair Bolsonaro e Eduardo Pazuello acertam demissão em jantar

Entenda se o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, vai sair, quais os motivos e quem são os candidatos ao cargo


Ministério da Saúde: Jair Bolsonaro e Eduardo Pazuello acertam demissão em jantar

Ministro deve pedir demissão nos próximos dias. Presidente conversa com possíveis substitutos - Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr

Com informações do SBT

A demissão do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, foi acertada com o presidente Jair Bolsonaro nesse sábado (13). O presidente foi até o Hotel de Trânsito de Brasília, onde mora o ministro.

Os dois ficaram reunidos por quase uma hora e ficou acertado que Pazuello vai deixar o cargo, nos próximos dias.

 

>> Covid-19: Brasil tem mais de 2 mil mortos pelo 2º dia seguido e média diária cresce 60% em 1 mês

>> Covid-19: "Possibilidade sempre há", diz secretário de Saúde de Pernambuco sobre possível lockdown

>> Covid-19: "Ou todos cooperam, ou vai faltar leitos para quem precisa", diz secretário

 

Candidatos

Antes da troca na pasta ser confirmada pelo Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro está conversando com candidatos ao cargo de ministro.

O presidente recebeu, na tarde deste domingo (14), a médica Ludhmila Hajjar, que é cardiologista e atendeu o próprio ministro Pazuello, quando ele foi infectado pela covid-19. A ala militar do governo defende que seja um nome técnico.

Em outra frente, o Centrão pressiona para que o deputado federal Luizinho (Progressistas-RJ) assuma a função. Ele é médico e aliado fiel do atual presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira.

 

>> Vacinação contra covid: Idosos com idades a partir de 70 anos podem receber vacina a partir deste sábado, no Recife

>> Urgência pediátrica em policlínica no Recife é temporariamente fechada para atender pacientes com covid-19

>> Com aumento de mortes por covid-19, Estados reforçam restrições; veja situação em Pernambuco

>> Covid-19: Pernambuco continua com alta taxa de ocupação de leitos de UTI

 

Motivo da saída

A versão oficial que o Planalto vai divulgar para justificar a saída de Eduardo Pazuello é que o militar está com problemas de saúde e vai deixar o cargo por esse motivo, mas o fato é que Jair Bolsonaro foi pressionado  para fazer a mudança - não só por governadores, mas também por parlamentares aliados.

O Ministério da Saúde ainda não confirma oficialmente a saída de Pazuello. Em nota, a pasta diz que "até o momento", o militar segue à frente do Ministério, e sua gestão "empenhada nas ações de enfrentamento da pandemia no Brasil".

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.