PESQUISA

Defendida por Jair Bolsonaro, ivermectina será estudada para tratamento após sintomas de covid-19

A ivermectina é um dos remédios que costumam ser indicados por quem recomenda "tratamento precoce" contra a covid-19


Defendida por Jair Bolsonaro, ivermectina será estudada para tratamento após sintomas de covid-19

Uso da ivermectina não tem eficácia comprovada contra a covid-19 - Foto: Dirceu Portugal/Estadão Conteúdo

Com informações da BBC News

Os cientistas da Universidade de Oxford, no Reino Unido, começaram a fazer testes sobre o uso de ivermectina por pessoas com sintomas de covid-19. A pesquisa, chamada de Principle, compara as pessoas que receberam o medicamento com pacientes que recebem os cuidados do sistema público de saúde britânico. A ivermectina não tem eficácia comprovada contra covid-19 e os pesquisadores apontam ser prematuro recomendar contra a doença.

No Brasil, a ivermectina é defendida, mesmo sem base científica e contrariando os profissionais de saúde, pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como estratégia de combate ao novo coronavírus. Vale lembrar que essa mesma pesquisa mostrou que azitromicina era ineficaz contra a covid-19.

Eficácia contra a covid-19?

A ivermectina se popularizou com a chegada da pandemia de covid-19 e, a partir do segundo semestre de 2020, foi apontada como um possível tratamento contra o novo coronavírus. No entanto, até o momento, não existe evidências científicas suficientes para dar suporte ao uso do medicamento e não existe eficácia comprovada contra a covid-19.

E a cloroquina?

presidente Jair Bolsonaro voltou a defender o uso da hidroxicloroquina para o tratamento da covid-19. Bolsonaro disse ter optado desde o início da pandemia por ir às ruas ao contrário de “ficar no Palácio da Alvorada” e que quando contraiu a doença tomou o medicamento. A posição é contrária à do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

> Por que as pessoas com duas doses da vacina ainda podem contrair a covid-19?

> O que não fazer após tomar a vacina da covid-19? Saiba os erros que você deve evitar

Durante a cerimônia, Jair Bolsonaro afirmou ainda que talvez tenha sido o único chefe de Estado a procurar um remédio contra o coronavírus e que ouviu pessoas com conhecimento científico que indicaram o medicamento para o tratamento da covid-19. De acordo com estudos científicos, a cloroquina e hidroxicloroquina não possuem eficácia comprovada no tratamento de covid-19. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.