CELEBRAÇÃO

Arquidiocese de Olinda e Recife celebra os 29 anos do Santuário da Mãe Rainha neste domingo (10)

Por causa da pandemia da covid-19, a festa terá público restrito ao máximo de 300 pessoas

Arquidiocese de Olinda e Recife celebra os 29 anos do Santuário da Mãe Rainha neste domingo (10)

A festa começa às 6h com a alvorada; haverá terços e missas durante o dia todo - Foto: Divulgação/Prefeitura de Garanhuns

Com muitas novidades, a festa celebra os 41 anos da chegada da Mãe Rainha no Nordeste e os 29 anos em solo pernambucano. Romeiros de várias partes do Brasil estão em contagem regressiva para a festa, que teve início com a novena no dia 01 de outubro com o tema “Mãe Rainha, contigo peregrinamos; conosco és peregrina”. “É uma data muito especial para todos os que fazem parte desta história. Por isso, tivemos vários momentos de oração, partilha, reflexão, integração e alegria” – ressalta o padre Vitor Hugo Possetti, reitor do Santuário da Mãe Rainha Tabor da Nova Evangelização de Olinda e Recife.

A grande Festa

O domingo, dia 10 de outubro, vai ser marcado pela grande festa. As celebrações têm início às 6h com a alvorada e serão intercaladas com terços e Santas Missas durante o dia todo. No encerramento, a tão esperada coroação a Nossa Senhora acompanhada pelos músicos da Banda Sinfônica Beneficente, regida pelo maestro Luiz Joaquim da Silva. “É um presente especial para a Mãe de Deus através da nossa música, com repertório conhecido, para que o povo possa cantar junto com a gente” – destaca o regente. 

“Coroar Nossa Senhora é demonstrar que a reconhecemos como Rainha. É nos colocarmos como filhos pequenos diante dela, renovando o compromisso de sermos colaboradores, com ela, para o Reino de Deus, tendo ela como Mãe Rainha e Educadora” – explica padre Vitor.  

A História do Santuário

O Santuário da Mãe Rainha de Schoenstatt de Olinda/Recife – e primeiro do Nordeste - foi inaugurado em 11 de outubro de 1992, ano em que a Igreja celebrou os 500 anos da primeira evangelização das Américas. Construído sobre as ruínas do primeiro convento de Santo Amaro da Água Fria, dos Padres Oratorianos (1662), em Olinda, o Santuário tem como missão trabalhar por uma nova evangelização. Não por acaso, neste Santuário nasceu o conhecido serviço apostólico, chamado de Terço dos Homens, e também é desenvolvida a campanha da Mãe Peregrina.  O Santuário tem como reitor o padre Vitor Hugo Possetti, que desenvolve um belo trabalho à frente de famílias inteiras, crianças e jovens que sempre estiveram presentes na história da Mãe e Rainha no Nordeste. O Santuário recebe milhares de pessoas todos os anos e está localizado à Rua José Dias Raposo, 914, Ouro Preto, Olinda.  

Cuidados sanitários  

A Arquidiocese de Olinda e Recife e a organização da Festa da Mãe Rainha restringiram em 300 o número de pessoas participantes por celebração. Vale lembrar que não é necessário realizar agendamento e todos precisam manter o uso de máscaras e o distanciamento social. “Vamos caminhar, rezar, celebrar juntos, vamos contar com a graça de Deus nestes dias. Que seja um tempo muito abençoado pra todos nós e, de modo especial, para cada romeiro, cada peregrino que estiver acompanhando seja presencialmente ou online” – destaca o reitor.   

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.