Notícia Polícia Militar

Suspeito de matar comissário durante assalto em San Martin é preso


Publicado em 07.11.2018 , às 10:43 / Atualizado em 08.11.2018 , às 11:31

Por TV Jornal

Reprodução/TV Jornal

A Polícia Militar informou que agentes do 19º Batalhão prenderam, na manhã desta quarta-feira (7), o homem acusado de assassinar a tiros o comissário de polícia aposentado José Tadeu Vicente de Santana, de 59 anos.

O ex-policial, que era marido da delegada Beatriz Gibson, advogado e membro da comissão de combate ao exercício ilegal da profissão, na Ordem dos Advogados do Brasil em Pernambuco (OAB-PE), foi morto durante um assalto, no bairro de San Martin, na Zona Oeste do Recife. O crime foi registrado por câmeras de segurança.

A ocorrência foi encaminhada ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde deve ser realizada uma coletiva de imprensa para a divulgação de detalhes da prisão.



O crime

O comissário aposentado, esposo da delegada Beatriz Gibson, titular da Delegacia de Crimes Contra o Consumidor, foi vítima de latrocínio - assalto seguido de morte -, na tarde dessa quinta-feira (1º), na Rua Otaviano de Almeida Rosa, em San Martin, Zona Oeste do Recife. De acordo com a Polícia Civil, por volta das 15h30, o carro em que ele estava foi abordado por, pelo menos, dois homens que atiram nas costas do policial aposentado. O veículo e a arma da vítima foram levadas.

Tadeu Santana foi socorrido por um cabo da polícia do Rio Grande do Norte, que passava pelo local no momento do crime. Ele chegou a ser levado para o para o Hospital Getúlio Vargas (HGV), no Cordeiro, Zona Oeste da cidade. A equipe médica da unidade de saúde tentou reanimar o comissário aposentado, mas ele não resistiu aos ferimentos.

A ocorrência foi registrada pelo 12º Batalhão de Polícia Militar. Segundo a PM, os suspeitos do crime fugiram levando o veículo, um Toyota Corolla de placa PCC-5444, e um revólver calibre 38 pertencentes ao policial aposentado. O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) está responsável pela investigação. A Polícia Civil de Pernambuco emitiu uma nota lamentando a morte do comissário.