Notícia Mobilidade

Integração temporal no TI Recife só vai valer em janeiro


Publicado em 06.12.2018 , às 09:36

Por TV Jornal

Alexandre Gondim/JC Imagem

Após uma reunião realizada nessa quarta-feira (5), a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e o Grande Recife Consórcio acordaram em adiar para janeiro a implantação da integração temporal entre ônibus e metrô no Terminal Integrado Recife, localizado no bairro de São José, área central da cidade. A medida passará a valer no dia 19 do primeiro mês do ano. A iniciativa visa a diminuir a quantidade de passageiros que utilizam o serviço sem pagar a passagem.

Para tornar a mudança possível, ajustes técnicos e operacionais devem ser feitos até janeiro. Entre as medidas fundamentas, está a ampliação dos pontos de venda e de recarga do Vale Eletrônico Metropolitano (VEM). A partir da mudança, os passageiros só poderão fazer a integração entre ônibus e metrô utilizando o cartão, nas modalidade comum, trabalhador, estudante e livre acesso.



Como irá funcionar?

Com a integração temporal, a catraca que liga o ônibus ao metrô, hoje liberada, passaria a ser bloqueada. O passageiro seria obrigado a utilizar o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) para entrar no metrô, sem que uma nova tarifa fosse debitada dentro do período de duas horas.

Ao sair do metrô e desembarcar no Terminal Integrado do Recife, o passageiro deve entrar no ônibus pela porta da frente do coletivo e passar o VEM no validador. Da mesma forma, quem desembarcar dos ônibus vai precisar passar o VEM no validador para entrar na Estação Recife. A leitura magnética identifica que o passageiro fez a integração e a entrada é liberada.

Confira a repercussão da mudança