POLíCIA

Denúncia: pastor é suspeito de maus tratos em abrigo no Cabo

TV Jornal

-Reprodução/TV Jornal

Um pastor evangélico está sendo investigado por maus tratos no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife. Ele administra uma casa de acolhimento para mulheres e adolescentes dependentes de drogas. A polícia começou a investigação, depois que a mãe de uma das garotas denunciou o caso.

O caso foi parar na Delegacia do Cabo de Santo Agostinho, onde as nove mulheres e as três adolescentes prestaram depoimento. As garotas chegaram em uma van da prefeitura da cidade, após serem retiradas da casa de acolhida por funcionários do governo municipal.

Confira a denúncia

A casa de acolhimento

O espaço funciona no bairro de Engenho Novo, na zona rural do Cabo, onde recebe mulheres e adolescentes dependentes de drogas. Quando os fiscais chegaram à casa para apurar as denúncias, constataram que o espaço não tinha a documentação necessária para funcionar.

O administrador da casa é o pastor evangélico, que foi levado para a delegacia. Segundo o presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente do Cabo, a denúncia de maus tratos partiu da mãe de uma adolescente acolhida pela casa.

Polícia

A Delegacia do Cabo vai continuar as investigações. O pastor responsável pela casa de acolhimento deve falar com a imprensa ainda nesta terça-feira (15). Segundo o Conselho Tutelar, as adolescentes foram encaminhadas para outra instituição no Cabo e as mulheres para casa de parentes.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.