CASO HOLIDAY

Holiday: Ex-moradores lutam para sobreviver e pedem doações para obra

TV Jornal

-TV Jornal / Reprodução

A interdição judicial no Edifício Holiday, localizado no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife, completa um mês nesta terça-feira (23). Os moradores foram obrigados a desocupar o prédio, devido ao risco e problemas estruturais do edifício. Enquanto alguns foram transferidos para um abrigo da Prefeitura do Recife, a maioria procurou outro imóvel para morar, em muitos casos, sem sucesso.

O síndico do Holiday, Rufino Neto, está morando de forma improvisada dentro do seu carro e paga aluguel de um imóvel para seus filhos terem onde morar. Existem ainda aqueles moradores que tinham estabelecimentos e lojas nos arredores do prédio, como é o caso de Gilvan Lins, que morou no Holiday por 11 anos e dependia da renda do lava jato e da borracharia que possuía no térreo do edifício para sobreviver. 

Veja

Doações 

Segundo o síndico Rufino Neto, será firmado um ponto de apoio na frente do edifício Holiday ou na feirinha ao lado, com o objetivo de arrecadar doações para a obra do prédio, que deverá ter o projeto apresentado à justiça nos próximos dias. Material de construção, material elétrico, cimento e areia são alguns dos materiais listados por Rufino. 

Reunião

Está marcada, para esta terça-feira (23), uma reunião na Cúria, às 17h. Na ocasião, os advogados do Holiday devem receber o projeto de obra elaborado pelos engenheiros voluntários.

Vaquinha

Diversas vaquinhas online foram criadas com o objetivo de arrecadar doações para os ex-moradores do edifício Holiday. Você pode doar para uma delas através do endereço: www.vakinha.com.br

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.