ESTACIONAMENTO

Flanelinhas do Centro do Recife reclamam da Zona Azul Digital

Eles se sentem prejudicados e pedem a volta dos talões da Zona Azul. Os motoristas dividem opiniões sobre o assunto

Flanelinhas do Centro do Recife reclamam da Zona Azul Digital

Antônio, flanelinha há 23 anos, sentiu impacto negativo na renda após o aplicativo da Zona Azul - Foto: Reprodução/TV Jornal

O serviço da Zona Azul Digital está disponível há dez dias e já provoca reflexos nas regiões onde ficam as vagas do estacionamento rotativo. Os flanelinhas, sempre presentes no centro do Recife, estão reclamando, porque não conseguem mais vender os talões. Entre os motoristas, o trabalho deles divide opiniões. 

>>>Motoristas têm dúvidas e enfrentam problemas com a Zona Azul Digital

>>>Zona Azul: idosos precisam fazer cadastro para estacionar nas vagas

Confira

Menos dinheiro

Edmilson Maciel, flanelinha, que também lava carros, arrecadava R$400,00, por semana. Depois da implantação do aplicativo, a situação ficou complicada. "Caiu demais. Hoje mesmo, trabalhei o dia todo para conseguir vinte reais", disse. 

Ficou na bronca

O flanelinha Antônio Vicente, que trabalha há 23 anos no centro da cidade, pediu a volta dos talões da Zona Azul e afirmou que a Prefeitura do Recife não se reuniu com a categoria. "Botaram o aplicativo e não nos disseram nada. Queremos saber como vai ser feito com a gente agora", apelou. 

Opinião dos condutores

Os motoristas dividem opiniões sobre o assunto. Para o comerciante Wilson Araújo, o aplicativo da Zona Azul caiu como uma luva. "Prático e rápido", definiu. Já para o autônomo Roberto Freire, um equilíbrio entre flanelinhas e o meio digital seria o ideal "Uma junção é necessária. Tanto da parte digitalizada, quanto da parte dos talões", afirmou. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.