ACIDENTE DE KART

Superação: jovem escalpelada retorna ao Recife e fala sobre sonhos

Débora, de 19 anos, passou dois meses em São Paulo, realizando procedimentos médicos. "Eu não tenho nem palavras. Ela é muito forte", disse o namorado da jovem 

Superação: jovem escalpelada retorna ao Recife e fala sobre sonhos

Débora chegou ao Aeroporto Internacional do Recife acompanhada do namorado e de familiares - Foto: Imagem: Arthur Borba / TV Jornal

Um exemplo de força e superação. Após dois meses na cidade de São Paulo, onde passou por vários procedimentos médicos, depois de ter sido vítima de escalpelamento, Débora Dantas Oliveira, de 19 anos, retornou ao Recife, acompanhada do namorado e de familiares.

>>>Escalpelamento: Delegado afirma que dono de kartódromo pode ser indiciado por lesão corporal

>>>''Isso conforta o meu coração'', afirma vítima de escalpelamento em kart sobre apoio das pessoas

>>>Kart: Jovem vítima de escalpelamento passa pela 7ª cirurgia

 

Ela foi recebida com muita comoção e recebeu carinho dos parentes e de pessoas que se solidarizaram com a história dela. "Eu não tenho nem palavras. Ela é muito forte", disse o namorado de Débora. 

A vítima teve o couro cabeludo arrancado, depois de o cabelo ficar preso no motor de um veículo, em uma pista de kart, no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. Ao dar entrevista, ela não conseguiu conter as lágrimas e falou dos sonhos.

"No começo, tinha medo de que meu sonho de ser médica fosse impedido, mas, agora, percebi que não terei problemas com isso. Estou bastante aliviada. É muito emocionante voltar para cá", disse a assistente de ensino, emocionada. 

Assista

Relembre o caso

A jovem, de 19 anos, tfoi escalpelada durante um acidente, em uma pista de kart, no estacionamento do supermercado Walmart, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife. O caso aconteceu na tarde do dia 11 de agosto. A tragédia aconteceu quando ela estava na segunda volta.

>>>Caso escalpelamento: Procon afirma que pista de kart não estava regulamentada

>>>Vaquinha é criada para ajudar vítima de escalpelamento em kart

 

De acordo com relatos ao Procon, funcionários teriam ficado desesperados na hora e não teriam prestado socorro à vítima. Após 30 minutos de espera por atendimento, ela foi levada pelo namorado ao Hospital da Restauração. Em nota, o supermercado informou que, desde o acidente, tem prestado todo o suporte necessário a Débora. O caso está sendo investigado pelo delegado Alfredo Jorge, da Delegacia de Boa Viagem.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.