DADOS

Cresce número de pessoas que cumprem penas alternativas em Pernambuco

No primeiro semestre de 2019, mais de 12.500 pessoas prestaram algum serviço como pena alternativa, no Estado.

Cresce número de pessoas que cumprem penas alternativas em Pernambuco

Auxiliar nos abrigos e lares de idosos é um dos meios para que os detentos tenham as penas reduzidas - Foto: Reprodução/TV Jornal

O número de pessoas que cumprem penas por crimes de menor potencial ofensivo está crescendo em Pernambuco, mas essas pessoas não estão mais concentradas nas penitenciárias. Elas cumprem as chamadas penas alternativas.

>> Detentas da Colônia Penal Feminina de Abreu Lima se preparam para o Enem

Auxiliar em abrigos e lares de idosos é um dos meios possíveis para que os detentos tenham as penas reduzidas e, de alguma forma, prestem um bom serviço para a sociedade. Muitos acabam criando um carinho pelas pessoas do local e ganhando uma nova família. 

Dados

Nos primeiros seis meses deste ano, 12.656 pessoas fizeram algum trabalho como pena alternativa, em Pernambuco. O número representa um aumento de 45%, em relação ao mesmo período do ano passado. O crescimento não é digno de pena, mas sim de orgulho para quem oferece o trabalho. Dessa forma, são menos pessoas atrás das grades e mais ajudando pessoas necessitadas. 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.